Destaques

Comitê da Bacia do Coreaú desenvolve projeto de recuperação de nascentes

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Coreaú está se preparando para lançar o Projeto Produtor de Água. De forma pioneira no Ceará, o projeto tem como objetivo promover a recuperação de nascentes dentro da bacia, em parceria com as instituições locais e os proprietários da terra. Paralelo a esse trabalho, o colegiado trabalha com uma frente educativa de conscientização ambiental junto à população local.

Em reunião virtual na última sexta (15), os membros do Comitê que integram o Grupo de Trabalho do Projeto Produtor de Água realizaram alguns encaminhamentos para dar o pontapé inicial do projeto. Tendo a Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh) como parceira, o colegiado está construindo uma proposta de intervenção e tem contado com a participação das instituições de sua plenária para a realização deste trabalho, incluindo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos – Funceme, a Superintendência Estadual do Meio Ambiente – Semace e as prefeituras locais.

O projeto foi idealizado primariamente em dois municípios estratégicos da bacia: Granja, região de influência do rio Itacolomi; e Ibiapina, à montante do açude Angicos, principal reservatório da bacia. O primeiro local a receber a realização do projeto deve ser o município de Granja, onde já existem quatro possíveis áreas a serem utilizadas.

Para a elaboração da proposta de intervenção, foram definidas medidas como a realização de um diagnóstico local para avaliar as áreas possíveis de intervenção e a discussão acerca da anuência e contribuição dos proprietários. Dentro dessa iniciativa pretende-se envolver os diversos setores da sociedade e incentivar a realização de outras ações como esta no Estado, além de inibir ações de degradação de nascentes, criando um cadastro a ser disponibilizado para estudo e controle.

Participaram da reunião Walber Cordeiro, da Funceme, Benedito Lourenço, da Fundação de Saúde e Integração Social – CIS, Cleverton Caçula, da Semace, Kamylle Prado e Dayane Andrade, da Cogerh, Keila Aragão, da Associação dos Bitonhos, Roberto Chaves, da Prefeitura de Granja e Cristiane Coutinho, da Prefeitura de Ibiapina.

BICA DO IPU

Em fevereiro deste ano, a Área de Proteção Ambiental (APA) da Bica do Ipu recebeu um projeto piloto de proteção de nascentes. O lançamento da iniciativa ocorreu no Riacho Ipuçada, que faz parte da bacia hidrográfica do rio Acaraú e forma diversas cachoeiras ao longo de seu trajeto, sendo a principal delas a Bica do Ipu. Na ocasião, o presidente da Cogerh, João Lúcio Farias, ressaltou o compromisso da Companhia em continuar apoiando a recuperação ambiental e a preservação de recursos hídricos através de projetos como estes.

Compartilhe:

Comente com Facebook

Redes Sociais

Feiticeiro Fm