Segurança

Acusados de fraude no auxílio emergencial são presos em Crateús

Três homens envolvidos com fraudes no auxílio emergencial foram presos em Crateús na tarde desta quarta-feira (24). A ação aconteceu por volta das 17h quando policiais do Raio visualizaram dois homens em uma motocicleta. Ao avistar a viatura o garupeiro jogou fora uma mochila e empreenderam fuga.

Os raianos saíram em buscas dos suspeitos e abordaram o mesmo. Na mochila, até então apreendida pelos policiais, foram encontrados: 1 notebook Samsung contendo dados pessoais de dezenas de pessoas, que seriam utilizados para fraudes; 88 Chips telefônicos e 14 cartões de crédito diversos de origem desconhecida e a quantia de R$ 150,15, além de dois vales transporte. Questionado sobre a procedência do material, os suspeitos informaram que eram utilizados para realizar fraudes no Auxílio Emergencial do Governo Federal.

O condutor da motocicleta, Carlos Henrique Neres da Silva, 19 anos, era o “cabeça” do trio, ele informou que nos notebook tinha armazenado dados de centenas de beneficiários. Nomes, CPFs e informações sobre o cadastro realizado para obter o benefício. De posse dessas informações, os acusados conseguiam utilizar os nomes das vítimas para transferir para uma conta movimentada pelos estelionatários e ter acesso ao dinheiro.

A quadrilha estava agindo com a ajuda de um estelionatário de São Paulo, que ajudava a invadir os bancos de dados e obter as informações de quem tinha solicitado o dinheiro. A ação era bem articulada e nos últimos dias a quadrilha já tinha movimentado mais de R$ 50.000,00. O dinheiro havia sido gasto com farras e drogas, disse Carlos. Na casa a polícia apreendeu dezenas de cartões de crédito e chips já utilizados em fraudes.

Outro integrante do grupo criminoso, Thiago Costa Macêdo, 20 anos, era o responsável pelos saques. A polícia, ele informou que recebia uma quantia por saque realizado. Na casa dele foi apreendido um revólver Taurus, calibre 32 e duas munições picotadas. No local os policiais prenderam o terceiro integrante do bando: Salvador Vitorino, 28 anos. Ele também era responsável por fazer saques em troca de dinheiro. A ação acontecia diariamente, disse os acusados.

De acordo com a Polícia, o trio conseguia o número de CPFs das vítimas e compravam chips para cadastra-los no auxilio do Governo Federal. Em seguida eles abriam conta na caixa econômica e depois faziam as transferências para uma segunda conta, onde de lá realizaram um saque.

A ação dos criminosos vinha acontecendo desde abril quando se iniciou o pagamento do Auxílio. Não é possível ainda contabilizar o montante de dinheiro que eles conseguiram desviar mediante a fraude, que era aplicado em pessoas de Crateús e de vários outros municípios.

Levados para delegacia, os acusados que residem em Crateús, foram autuados em flagrante por associação criminosa (Art. 288). O delegado estipulou fiança no valor de R$ 10.000,00 (dez mil), para Carlos Henrique; e R$ 5.000,00 para Thiago Costa e Salvador Vitorino.

Compartilhe:

Comente com Facebook

Redes Sociais

Feiticeiro Fm