Regional

39 cidades correm risco de desabastecimento no Ceará.

O colapso no abastecimento de água pode atingir 39 municípios até o fim de fevereiro. O mesmo número de cidades cearenses já enfrenta situação de criticidade considerada alta ou média, com abastecimento realizado em regime de contingência. Esse foi o alerta do Grupo de Contingência da Seca na sua primeira reunião de 2018, realizada nessa sexta-feira em Fortaleza.

De acordo com o mapa da situação de abastecimento emitido pelo Governo do Estado, a região mais crítica está localizada no Sertão Central. Boa Viagem, Pedra Branca, Milhã, Deputado Irapuan Pinheiro, Solonópole e Mombaça são as mais afetadas. Crateús, Novo Oriente, Tamboril e Catunda, nos Inhamuns, vêm logo em seguida. Têm aporte hídrico somente pelos próximos 50 dias.

O balanço realizado pelo grupo especial de trabalho também mostra que outros 31 municípios encontram-se em situação de alerta. Eles possuem garantia de água apenas até período de março a abril, quando é esperado um volume maior de o precipitações dentro da quadra chuvosa deste ano, que tem início no próximo mês. Não chovendo até lá, a situação hídrica no Estado vai se agravar ainda mais, atingindo exatas 70 cidades.

Quanto às outras 105, somadas às nove abastecidas pelo sistema integrado da Região Metropolitana de Fortaleza, de acordo com o colegiado formado por membros dos diversos órgãos governamentais focados na assistência hídrica à população, encontram-se sem risco de desabastecimento ou operando a partir de ações decididas pelo coletivo representativo. Ainda conforme o Grupo, as ações emergenciais estão a instalação de poços e chafarizes e a busca por fontes alternativas de abastecimento. Escavações de “poços de Jacó”, o fornecimento de água tratada através de carros-pipa, a construção de Adutoras de Montagem Rápida (AMR´s), além da utilização de ponteiras de rebaixamento de lençóis freáticos com a finalidade de captar toda a água disponível para tratamento e distribuição, completam os planos de emergência.

Previsão

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) promete divulgar para o próximo dia 19 a previsão para a quadra chuvosa de 2018 (de fevereiro a maio). Por outro lado, segundo a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), o volume médio dos 155 açudes monitorados pelo órgão estadual é de apenas 7,1%.

(Diário do Nordeste)

Deixe sua Mensagem

comentários

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 166 outros assinantes