Destaques

Açudes cearenses registram 13,25% do volume total de água

Os 155 açudes monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), com capacidade para 18,62 bilhões de metros cúbicos, estão abastecidos com apenas 13,25% da sua capacidade total. É o que revela os dados divulgados pelo Portal Hidrográfico do Ceará. 

Neste ano os açudes só receberam das chuvas que caíram no Estado 2,3 milhões de metros cúbidos de água. De todos os açudes 14 já estão secos, são eles: Faé, Monte Belo, Jenipapeiro, Madeiro, Sousa, Broco, Serafim Dias, São José II, Potiretama, Carão, Adauto Bezerra, Nova Floresta, Salão e Favelas. 

De todos os açudes, 25 estão em volume morto – uma reserva de água que fica abaixo dos canos de captação, e 94 estão com volume abaixo de 30%. Apenas o açude Germinal, de Palmácia, e o açude Jenipapo, localizado no município de Meruoca, estão com seus volumes acima de 90%. 

Abastecimento na capital 

O Castanhão, localizado em Alto Santo, o maior reservatório do Ceará, está atualmente com 6,02% do volume total. As águas do Castanhão desemborcam no sistema Gavião, Pacoti e Riachão, açudes da bacia hidrográfica Metropolitana, responsáveis pelo abastecimento da capital. 

Dos três, o açude Gavião, localizado em Pacatuba e Itaitinga, é o que está em melhores condições, com 83,3% do volume total. Os açudes Pacoti e Riachão, localizados em Horizonte e Itaitinga, fazem parte dos 94 reservatórios que estão com volumes abaixo dos 30% (24,64% e 29,02% respectivamente).

(Diário do Nordeste)

Comente com Facebook