Destaques

Aporte de água nos açudes do Ceará nos últimos 11 dias já supera todo mês de abril de 2017.

Nas últimas 24 horas, o maior aporte foi no açude de Araras, com mais de 30 milhões de metros cúbicos. O reservatório é o quarto maior do Ceará, atrás apenas de Castanhão, Orós e Banabuiú. Na última semana, o Castanhão teve mais de 70 milhões de metros cúbicos, seguido de Araras com quase 50 milhões de metros cúbicos.

Há atualmente 11 açudes sangrando no Estado: Acaraú Mirim, Barragem do Batalhão, Caldeirões, Cocó, Colina, Germinal, Itaúna, Maranguapinho, São Vicente, Tijuquinha e Tucunduba. Outros 30 estão em status de volume morto e 20 ainda estão secos, incluindo Adauto Bezerra, Favelas, Quixeramobim e Vieirão.

Há ainda 17 reservatórios estão com volume acima de 90 %, incluindo Acaraú Mirim, Barragem do Batalhão e Cocó. Por outro lado, 104 açudes com volume abaixo de 30 %.

Nesta terça-feira, 10, a capacidade hídrica dos reservatórios atingiu a marca de 10% pela primeira vez em sete meses. Já nesta quarta, o número de açudes com aporte subiu para 95, com destaque para o açude São Vicente que começou a sangrar.

Os aportes tiraram os açudes Frios e Pesqueiro do volume morto. Os reservatórios Carmina e Santo Antônio de Russas não estão mais secos. Conforme a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), choveu em 116 postos pluviométricos entre terça e esta quarta, com chuvas superiores a 122,2 mm (posto/município Barroquinha).

Ainda há mais de um mês de quadra chuvosa pela frente, o que pode mudar a situação hídrica do Estado. O aporte total de 2018 está em 981,56 milhões de metros cúbicos.

(O POVO Online)

Deixe sua Mensagem

comentários