Destaques

Ceará lança campanha de vacinação contra a febre aftosa.

Será lançada no próximo dia 3 de maio a campanha de vacinação contra a febre aftosa, no sítio Recreio, em Pindoretama. A campanha, que pretende imunizar cerca de 2,5 milhões de bovinos se inicia no dia seguinte, 4 de maio, e termina no dia 2 de junho. A meta é vacinar acima de 90% de todo o rebanho de bovinos e bubalinos e atingir acima de 80% das propriedades.

Desde o ano passado, a Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri) mudou a estratégia de vacinação, em duas etapas. Esta, que agora se inicia, e outra em novembro. Na segunda etapa, só os animais de até 24 meses.

No próximo mês de maio, o Brasil recebe em Paris o certificado de zona livre de febre aftosa com vacinação, outorgado pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), durante a realização de sua 86ª assembleia geral.

Segundo o presidente da Adagri, Jaime Junior, o Ceará tem feito o dever de casa, de forma vigilante e em parceria com diversos órgãos e produtores. “Pretendemos realizar este ano e no próximo as últimas campanhas de vacinação. A projeção é que a partir 2020, o Ceará já seja considerado zona livre de aftosa sem a necessidade de vacinação.

Os produtores, depois de aplicar a vacina no seu rebanho, devem registrar a declaração . Para isso, precisam se dirigir a qualquer núcleo da Adagri ou da Ematerce, atuantes em diversos locais do Estado, ou ainda nas prefeituras conveniadas. Só assim, completa-se o dever de imunizar seu rebanho.

Segundo o coordenador do Programa de Erradicação da Aftosa, médico veterinário Joaquim Barros, durante a declaração de vacinação é feita atualização do rebanho, do produtor e das propriedades. “A qualidade do cadastro determina o grau de confiabilidade do sistema de informação”.

(Com Assessoria)

Deixe sua Mensagem

comentários

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 170 outros assinantes