Regional

Com reajuste zero, professores de Crateús entram em estado de greve.

Em assembleia geral convocada pelo Sindicato dos Professores de Crateús, realizada no dia 7 de março, os educadores da cidade decretam estado de greve. A categoria repudia a ausência de reajuste salarial, tendo em vista que mais uma vez a prefeitura oferece aumento zero.

Com a intensificação das movimentações da Campanha Salarial 2018, os professores esperam pressionar e sensibilizar a administração municipal a repensar a proposta. Os profissionais reivindicam reajuste salarial de 6,81%, de acordo com os mecanismos da Lei do Piso Nacional do Magistério.

Conforme o Sindicato, o estado de greve dura até terça-feira, 13 de março. Caso não haja negociação da gestão, a partir do dia 14 de março os professores cruzam os braços em definitivo e iniciam greve.

(Fetamce)

Deixe sua Mensagem

comentários