Segurança

Facção planejava matar juiz, promotor e delegada de Crateús.

Um plano macabro foi descoberto pelas instituições de Investigações do Estado do Ceará e tinha como alvo a Delegada Regional de Polícia Civil de Crateús Ana Scotti, um agente penitenciário de identidade não identificada, o promotor de justiça Dr. José arteiro Soares Goiano e o juiz das execuções Penais Doutor Francisco Gilmário Barros Lima.
Através de levantamentos feitos pelo serviço de inteligência da Secretaria de Justiça, da COIN (coordenação de inteligência) descobriu-se que integrantes de uma facção criminosa planejavam a morte de autoridades constituídas do município de Crateús.

Através de levantamentos descobriu que os membros da facção já estariam com o plano elaborado, inclusive, foram identificados detalhes de como as ações ocorreriam, por sinal, os elementos já estavam com vários detalhes, de onde partiriam rotas por onde passariam os carros das prováveis vítimas, ou seja, tudo realmente preparado para que os atos fossem concretizados.

Após tomarem conhecimento, as autoridades do município de Crateús já se manifestaram inclusive nesta quinta-feira já foi realizada uma reunião com autoridades do município de Crateús, já foi acionado o núcleo de segurança institucional, vários setores de Investigações já entraram no caso e, dando prosseguimento a esse trabalho, por volta das 11 horas desta sexta-feira (20) todos os juízes da Comarca de Crateús, juntamente com outras autoridades estarão participando de uma audiência no Tribunal de Justiça do Estado do Ceará para discutir o problema tão sério.

Em uma entrevista para ao companheiro Tony Sales, o promotor de Justiça José arteiro Soares Goiano relatou que as denúncias são graves e que são verdadeiras, pois detalhes minuciosos foram detectados através das investigações. Ainda segundo ele, a intenção é intimidar as autoridades constituídas de Crateús que vem realizando um grande trabalho no combate principalmente ao crime organizado, mas que essas ameaças não farão com que as autoridades baixem a guarda e que o trabalho irá continuar, pois acredita que as instituições do bem reunidas vencerão o mal.

O promotor relatou ainda que já tem prováveis nomes de quem seriam os mandantes e quem seriam os executores. Ele informou que todas as providencias estão sendo tomadas e que em breve surgirão novidades. Com relação ao assunto, ele fez questão de dar ampla divulgação e que este é o momento propício para que as pessoas tomem conhecimento do que vem ocorrendo em Crateús e até que ponto a audácia dos criminosos está chegando.

Procuramos a Delegada Regional, mas ela não quis se pronunciar a respeito do assunto por enquanto, mas relatou que seus superiores já tomaram conhecimento do plano macabro plano.

O promotor José Arteiro, já foi ameaçado de morte por outras vezes. Segundo ele, isso é uma maneira de tentar intimidá-lo em represália ao trabalho que tem feito nesta Comarca no combate ao crime. Segundo ele ainda existem outros pontos graves que estão sendo investigados, mas que por enquanto não podem se revelados para não atrapalhar as investigações que continuam sendo feitas.

(Redação do Blog Por Tony Sales)

Deixe sua Mensagem

comentários