Segurança

Operação prende acusados que planejavam matar autoridades de Crateús.

Uma ação conjunta das policiais civil e militar de Crateús prendeu um trio acusado de fazerem parte da facção criminosa Comando Vermelho. Os três fazem parte do grupo que planejava matar autoridades do município. O plano foi descoberto no mês passado pela Coordenadoria de Inteligência do Ceará (Coin).

A operação que resultou nas prisões dos acusados teve início às 14h desta sexta-feira (11) no Conjunto Frei Damião, quando policiais prenderam em uma residência, Luiz Mitanael Araújo Costa, 19 anos. No local foi encontrado um rádio comunicador sintonizado na frequência da polícia. O rádio era utilizado para monitorar as ações da policia. Ainda na casa foram encontrados um revolver calibre 38, 21 trouxas de maconha, um celular e munições.

As ações deram continuidade e horas depois foi preso o segundo integrante. Francisco Ronaldo Sousa Cavalcante, 19 anos, foi preso em outra casa na Vila José Rosa. Com ele foi apreendido um revolver calibre 38. O terceiro integrante preso foi Luciano Dias de Sousa, 24 anos. Ele estava em uma casa no Conjunto Frei Damião. No local apreendido 190 gramas de Crack e 10 munições calibre 38.

Segundo a polícia, o trio preso tem ligações criminosas com Anderson Bruno e Talysson Mourão. Os dois estão presos em penitenciarias de Fortaleza e de lá estariam ordenando ao grupo a praticar ações em Crateús. Dentre os crimes ordenados estariam à ordem para matar autoridades de Crateús. Entre os alvos, estaria o Promotor de Justiça Dr. José Arteiro; o juiz Dr. Francisco Gilmário; a delegada Dr. Ana Scotti e um agente penitenciário.

O trio foi autuado por posse ilegal de arma de fogo (art. 12); tráfico de drogas (art. 33) e associação criminosa (art. 288).

As investigações continuarão em curso e outros integrantes do bando poderão ser presos.

Deixe sua Mensagem

comentários