Policial

Cearense larga emprego em banco e vira o “rei do sabão” no Nordeste.

hist2

Do serviço no banco à compra de uma fábrica. Francisco Assis, 55 anos, deu um giro de 180 graus na vida e foi parar onde não imaginava. Largou o emprego monótono, pelo qual não tinha vocação. Em troca, criou uma espécie de império no mundo dos produtos de higiene. Hoje, é o rei do sabão.

Nascido no município de Aurora, ele fez história em Ipaumirim, ambos no Ceará. Filhos de agricultores, estudou na Paraíba e tornou-se bancário em 1982. Acreditava que, dessa forma, pudesse construir uma família com uma boa condição financeira. Porém a própria vida lhe ensinou que não seria fácil e, em meio a uma crise econômica, Assis teve que se virar e procurar um auxílio extra no sustento.

Procurou outra atividade, de preferência algo ligado ao comércio de alto consumo. Escolheu o sabão. Em 1989, criou a fábrica de Sabão Nova Aurora em Ipaumirim, onde trabalhou como bancário. Em 1994, decidiu largar a profissão de vez e se dedicar por inteiro à indústria. Em 1998, abriu mais caminhos e fundou o Sabão Juá em Juazeiro do Norte.

Em 2009, Assis ampliou o leque de produtos, produzindo água sanitária, detergente e amaciante. O mercado se tornara mais competitivo e o cearense quis apostar para crescer. Após tomar essa atitude, a fábrica cresceu, em um ano, cerca de 30%. “Até o fim deste ano, se compararmos com 2013, o crescimento deve ser de 28% a 30%”.

assis
Assis garante ser mais feliz, trabalhando em algo que ama e acredita.

Ao olhar para trás, Assis compreende que, sem determinação e sem luta, nada teria dado certo. Foram momentos difíceis, porém superados com muita perseverança. Resume que se arriscou bastante, deixando um emprego estável. “Pensei em desistir várias vezes, mas aí a vontade de vencer foi maior”.

Hoje, conta com duas fábricas e 154 funcionários. Alguns empregados já são uma espécie de família, tendo trabalhado desde o início com Assis, ou seja, há 25 anos. Os produtos são revendidos em boa parte do Nordeste: Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte. Parece que tudo valeu a pena.

(Tribuna do Povo)

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm

error: Conteúdo Protegido !!