Policial

Cáritas e Movimento Sociais se unem para enfrentar os desafios da seca na região dos Inhamuns

Dom-Ailton-no-Seminário-das-Águas-600x401 (1)

Pastorais Sociais da Diocese de Crateús em parceria com movimentos sociais vêm se mobilizando para enfrentar de forma organizada e consequente a escassez d’água no Sertão dos Inhamuns/Crateús. Se por um lado a evidente falta de planejamento ao longo do tempo ocasiona falta desse líquido essencial no campo e na cidade, o 4º ano seguido de estiagem prolongada na região nem de longe se parece com secas vividas em outras décadas, graças às políticas de acesso a cisternas, fruto da mobilização popular da Articulação do Semiárido Brasileiro (ASA) e à capacitação das pessoas para aprenderem a conviver com esse bioma. Essa foi uma das conclusões do Seminário das Águas realizado no dia 26/09, na sede da Cáritas Dioesana de Crateús.

Uma situação peculiar deste tempo de seca, conforme foi constatado, é que se por um lado a escassez d’água limita a produção e as tarefas domésticas da mulher e do homem do campo, o crescimento desordenado das cidades tem feito a seca ser sentida também nos centros urbanos. Todas as cidades da região vivem racionamento, estão com açudes praticamente esgotados e caso ano que vem o volume das chuvas não seja suficiente, obras como adutora no açude Araras em Varjota pode garantir água para Nova Russas e Crateús; e outra intervenção do mesmo tipo do açude de Arneiroz para assistir Tauá, se apontam como possíveis soluções.

Contudo, soluções apresentadas pelos governantes em grandes obras como o Lago de Fronteiras* em Crateús preocupam as organizações sociais, porque tiram moradoras/es do seu lugar e a finalidade pode ser para abastecer preferencialmente o agronegócio e não os pequenos e os/as pequenos/as produtores/as. A construção de pequenos açudes, distribuídos de forma planejada, e a escavação de poços profundos, além da educação contextualizada para convivência com o Semiárido são saídas debatidas pelos movimentos e pastorais sociais.Sobre esse tema, Dom Ailton Menegussi, atual bispo de Crateús, conversou com a equipe de comunicação da Cáritas a respeito de que passos a igreja particular liderada por ele pretende tomar caso a situação permaneça.

(Cáritas Diocesana)

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm

error: Alerta: Conteúdo protegido !!