Policial

Jovem taboense é preso e confessa ser o autor dos disparos que matou o tamborilense Cacau.

POLICIA CIVIL DE TAMBORIL
       Inspetor Manoel | Delegado Dr. Sidney | Inspetor Ricardo

A Policia Civil de Tamboril, realizou na tarde desta segunda-feira (13/10) a prisão de Bruno Coelho Alves, 24 anos, natural e residente em Monsenhor Tabosa, o mesmo, segundo investigações, é autor dos disparos que tirou a vida do jovem tamborilense Antonio Claudecir de Oliveira, 19 anos, mais conhecido como cacau.

Cacau
        Cacau – 19 anos

Segundo o delegado Dr. Sidney Lira, Bruno que foi preso em casa no município de Monsenhor Tabosa, havia sido ouvido outra vezes em relação ao crime, mas sempre negou qualquer envolvimento.

No momento da prisão, ele também tentou negar, mas diante das provas, acabou confessando ser ele o autor dos disparos.

O crime aconteceu na manhã do dia 20 de julho, por volta das 06h30 da manhã, nas proximidades do centro de Tamboril. Cacau que já tinha várias passagens pela policia, acabou furtando um toca CD do carro de Bruno Coelho, que em depoimento disse que depois de identificar cacau com a ajuda de populares que presenciaram o furto, ele abordou o mesmo, chegando a lhe dar um murro, caído ao chão, cacau, disse que iria devolver o som, porém o mesmo tentou evadir-se do local correndo, Bruno que estava armado com um revolver calibre 38, efetuou dois disparos, que vieram atingir a vitima.

DSC00581
                         Bruno Coelho

Bruno, evadiu-se pra Monsenhor Tabosa, acompanhado de duas pessoas que ele isenta de qualquer participação no crime, no caminho ele se livrou da arma. Também em depoimento, ele disse que agiu por raiva e emoção, mas não imaginava que Cacau fosse morrer.

Bruno foi preso através de uma operação comandada pelo Delegado Dr. Sidney Lira, dos inspetores Ricardo, Cleano, Cicero, Marcelo, Manoel e dos escrivães Rubens e Eveline.

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm