Policial

Eleitorado dá “descarga eleitoral” em Téo Menezes votado em 2010 pela Família Timbó em Tamboril.

Chico & Téo Menezes
      Téo Menezes e o ex-prefeito Chico Timbó em 2010

Vota e apoiado em 2010 pela Família Timbó no município de Tamboril, o candidato à estadual Téo Menezes, teve a pior campanha desta eleição.

Envolvido no caso do “Escândalo dos Banheiros”, que foi descoberto em 2011, Téo, que é filho do conselheiro afastado do TCE Teodorico Menezes viu sua votação despenca consideravelmente na maioria das cidades onde obteve boa votação em 2010.

Tamboril por exemplo, em 2010 Téo obteve 2.077 votos, e já nesta eleição de 2014 obteve apenas um voto.

Em Pindoretama, o parlamentar havia tido a maior votação, com 3.201 eleitores em 2010. Neste ano, teve 128 votos.

Em Horizonte, ele também liderava, com 4.928. Caiu para 877.

Em Chorozinho, ele havia sido o segundo colocado, com 2.947 votos. Caiu para 73.

Em Cascavel, Téo obtivera 3.710 votos. Caiu para 299.

Onde houve menor queda foi em Pacajus, tradicional reduto da família Menezes. Com 3.654 votos, ele havia sido o terceiro colocado há quatro anos. Caiu este ano para 1.637 e ficou em quinto.

O cenário é decepcionante, visto que em 2010 Téo Menezes obteve a quinta maior votação do estado para a assembleia legislativa com 71 mil votos, na época ele era do PSDB. Este ano, filiado ao DEM ele obteve apenas 16.098 votos, ficando em 76º lugar.

foto_18999

Acusado de ter utilizando o dinheiro dos banheiros em sua campanha, Téo Menezes não escapou do julgamento popular, principalmente nas cidades onde o dinheiro era destinado para construção de kits sanitários.O escândalo dos banheiros envolvia verba estadual enviada para associações – que só existiam no papel – destinadas a instalar banheiros populares, que jamais foram construídos. Dirigentes de associações ocupavam cargos comissionados no TCE e eram doadores da campanha de Téo Menezes. Os cinco municípios mencionados acima foram os primeiros em que foi descoberto o escândalo e aqueles em que havia ligação direta dos investigados com os Menezes.

(com informações do Jornal O POVO)

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm