Policial

Justiça reduz indenização à família do cantor sertanejo João Paulo

A Justiça reduz indenização à família do cantor sertanejo João Paulo, que fazia dupla com Daniel. Ele morreu num acidente de carro, em setembro de 1997.

No ano passado, a Justiça havia condenado em primeira instância a montadora BMW pela morte do cantor e determinado o pagamento de 300 mil reais por danos morais e pensão à viúva e a filha.

No julgamento do recurso da BMW, o desembargador responsabilizou o cantor e a montadora pelo acidente de carro que provocou a morte dele.

Para Pucci, a perícia realizada no carro não descartou problemas no pneu dianteiro que provocaram o acidente, determinando a culpa da multinacional.

Neste julgamento do recurso, a justiça entendeu que o cantor também teve culpa no acidente devido ao excesso de velocidade, e a indenização foi reduzida para 100 mil reais.

O cantor João Paulo morreu aos 34 anos em um acidente na rodovia dos Bandeirantes, no km 40, em Franco da Rocha, na Grande São Paulo. Na época, o sedan BMW do cantor capotou várias vezes, caiu no canteiro central a 133 quilômetros por hora e pegou fogo. 

João Paulo, que estava dirigindo, ficou preso nas ferragens e seu corpo foi carbonizado.

Um segurança que acompanhava o cantor foi jogado para fora do carro e sofreu fraturas e cortes. Ele disse aos policiais que o motorista carbonizado no acidente era o cantor João Paulo.

Segundo informações de funcionários da empresa responsável pela via, João Paulo morreu na hora e seu corpo ficou irreconhecível.

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm