Policial

Crateús – Cartãozeiro preso em Sobral, diz: “Eu tinha certeza que nunca seria descoberto aqui”

cartãozeiro_jr

“Eu tinha certeza que nunca seria descoberto aqui” Essas foram as palavras do acusado quando recebeu voz de prisão em sua residência em Sobral.

Depois de quatro meses de investigação, segundo o Coronel Lyndon Johnson, comandante do 3º Batalhão da Polícia Militar de Sobral, o serviço de inteligência da corporação, localizou Antônio José da Silva Cardoso, 39 anos, natural de Crateús.

O assaltante de banco e cartãozeiro estava levando uma vida normal no bairro Renato Parente, no Norte de Sobral, cidade distante 230km de Fortaleza. Segundo ele, trabalhava vendendo roupas e sua companheira tem um salão de beleza.

Capote, como é conhecido pela polícia, estava em casa com esposa e filha quando a polícia chegou para cumprir um mandado de prisão. Contra ele pesa três mandados, sendo dois do município de Acopiara e um de Independência.

Ainda segundo o Coronel Johnson, além de ser suspeito pela morte de um policial durante um assalto a banco em 2010 no município de Catarina, Capote também é cartãozeiro e responde dois 157, um 180, um 304, 171, 155 e um artigo 14.

cartãozeiro_jr01

O acusado declarou que não esperava ser encontrado em Sobral, onde esta morando há cinco anos, ele alega que não é assaltante de banco e que não participou da morte do Policial em Acopiara. Ele se mostrava preocupado com a sua imagem e disse ter vários amigos na polícia que vão ficar surpresos com a sua prisão.

Antônio Cardoso foi apresentado ao delegado regional de Sobral, Dr. Junior Vieira e será recambiado para Fortaleza, onde deverá ser interrogado pela polícia especializada em assaltos a bancos.

(Redação do Blog, com colaboração de Wellington Macêdo e Tony Sales)

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm