Policial

Presidente da Assembléia Zezinho Albuquerque convida autoridades para debater a seca no Ceará

Zezinho Albuquerque

O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado Zezinho Albuquerque (Pros), anunciou, na abertura dos trabalhos da sessão plenária desta quinta-feira (05/02), a realização de um encontro para o dia 27/02, que terá como objetivo discutir a situação do Ceará diante do seu quinto ano de chuvas abaixo da média.

“Pensamos convocar um grande debate com o ministro da Integração Nacional, com o governador do Estado, com representantes da Funasa, Dnocs e secretarias vinculadas ao Executivo, além da Fetraece, da Aprece e de todas as pessoas envolvidas na administração pública do nosso Ceará. Gostaria de contar com a participação dos parlamentares neste evento”, disse. Segundo o presidente da AL, o objetivo é tomar conhecimento de tudo que está sendo feito em relação à seca pelos governos Estadual e Federal.   

Zezinho Albuquerque assinalou que a proposta consiste no acompanhamento permanente das ações de combate à estiagem. O parlamentar observou que, depois de realizada a reunião, em um prazo de 20 dias, se necessário, seria realizado um novo encontro para avaliar as providências adotadas pelos governos. De acordo com o presidente da AL, os debates poderão ser ampliados, envolvendo presidentes das assembleias de todos os estados que sofrem com o problema da estiagem.

“Nossos reservatórios estão praticamente vazios e, apesar das chuvas em alguns municípios, precisamos estar preparados, caso sejam essas apenas nuvens passageiras. Vamos buscar soluções para o sofrimento do nosso povo. Tem que ter dinheiro. Dinheiro não pode faltar”, declarou Zezinho.

O presidente disse estar orgulhoso dos demais deputados pela preocupação de todos com a questão da seca no Ceará, tema que foi praticamente unânime na tribuna durante a sessão de quarta-feira (04/05). “Do deputado mais novo ao mais velho”, pontuou o parlamentar.

Em apoio ao presidente da Casa, o deputado Fernando Hugo (SD) lembrou que, nesse momento, não deve existir partidarismo. “Para debater essa calamidade não pode haver situação ou oposição”, ressaltou Fernando Hugo.

(Agência AL)

Compartilhe!

APP FEITICEIRO FM

PÚBLICIDADE INSTITUCIONAL

Feiticeiro Fm

error: Conteúdo Protegido !!