Policial

MPF cobra medidas para evitar assédio a aposentados na captação de empréstimos

O Ministério Público Federal no Ceará (MPF/CE) cobrou, da Polícia Federal (PF), a adoção de providências para coibir o assédio sofrido por aposentados e pensionistas para a contratação de empréstimos consignados nas agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em Fortaleza.

Procedimento instaurado pelo procurador da República Oscar Costa Filho desde 2014 apura denúncias de que segurados estariam sendo abordados por representantes de empresas de captação de clientes dentro da sede do INSS na capital cearense. Além disso, a consignação oferecida tem valor maior do que o permitido pela legislação aplicável.

Em reunião no MPF nesta quarta-feira, 4 de fevereiro, foi assumido o compromisso, pela Polícia Federal, de realizar um planejamento organizacional no intuito de efetuar um controle das pessoas que têm acesso às agências, inclusive com o aumento do número de vigilantes. Todas as providências adotadas pela PF e pelo INSS deverão ser informadas ao procurador da República Oscar Costa Filho, titular do procedimento.

A reunião desta quarta-feira já foi a terceira convocada pelo MPF para tratar do assunto. “Essa situação exige uma vigilância continuada na proteção de pessoas vulneráveis que são os aposentados e pensionistas”, defendeu Oscar Costa Filho.

(Assessoria MPF)

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm