Policial

Família do Ceará com nomes diferentes será tema de reportagem na TV Record.

Familia-Feitosa_RECORD

Uma equipe de reportagem da Rede Record de Televisão de São Paulo esteve ontem (26) no distrito de São Paulinho, em Acopiara objetivando produzir uma matéria com a família “Feitosa” que será destaque no próximo dia 10 de maio, a partir das 19h30min,no quadro “Achamos No Brasil” dentro do programa Domingo Espetacular com Paulo Henrique Amorim e Thalita Oliveira.

Conforme Anna Beatriz, produtora do programa Domingo Espetacular a pauta só foi possível graças ao blog do Lindomar Rodrigues que serviu de fonte na realização deste trabalho. “Foi no seu blog que vi a matéria e me despertou a trazer uma equipe de televisão para gravar e mostrar para o Brasil inteiro as curiosidades relacionadas a esta família”, disse.  A matéria foi conduzida pelo repórter e apresentador Samuka Filho.

A família Feitosa é famosa no distrito de São Paulino, no município de Acopiara, interior do Ceará. A “fama” começou quando o casal de nome bem simples, Antônio e Estelita, decidiu batizar os filhos com nomes diferentes. Os irmãos continuaram a tradição e, depois de três gerações, Nabucodonosor, Nabupolasar, Némide, Cleópatra, Sétura, Gefon, Atália, Resfa e Selomite fazem parte do mesmo ‘clã’ na cidade no interior cearense.

Familia-Feitosa_RECORD2

Uma das filhas do casal Antônio e Estelita, Djanira Feitosa, conta que a inspiração para a maioria dos nomes da família veio da Bíblia. Apesar de ter criatividade e das referências históricas, Estelita lembra das dificuldades na hora de registrar os nomes dos filhos. “Quando eu disse que queria colocar o nome de Nabucodonosor, que foi rei da Babilônia. O funcionário do cartório dizia: “Esse nome é muito feio. A senhora sabe que Nabucodonosor foi um rei mau e passou anos comendo capim”. Aí, eu dizia: “Mas isso não quer dizer que meu filho vai comer capim”. Ele nunca comeu até hoje”, conta.

As histórias e constrangimentos da família Feitosa são inúmeros. Quando Cleópatra Feitosa, filha de Djanira e irmã de Nabucodonosor e Nabupolasar, conheceu o marido, o pretendente na época perguntou logo se podia chamar a namorada de “Cleo”. “Eu já tive problemas com esse nome dela. Eu fui abrir uma conta conjunta e o gerente perguntou como eu tive coragem de casar com uma mulher com esse nome”, diz o professor universitário Francisco Teles Neto.

Gefon Feitosa, tia de Cleópatra, nome da famosa rainha do Egito, precisa soletrar o nome quando conhece alguém. “Tenho que dizer letra por letra toda vez”, conta. Mesmo com os problemas e brincadeiras, o advogado Nabucodonosor Feitosa já se acostumou com o nome. “É como se a gente tivesse nomes quase com exclusividade”. “Não existe Feitosa que não tenham partido do mesmo ponto. Não importa o nome, mas o sobrenome é comum a todos”, complementa Nabupolasar.

(Blog do Lindomar Rodrigues)

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm