Policial

Beneficiários do bolsa família em Tamboril passam por fiscalização do MDS.

bolsa_familia1

Mais de 4.000 famílias que fazem parte do Bolsa Família no município de Tamboril, passarão nas próximas semanas, por uma fiscalização minuciosa por parte do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome (MDS).

Segundo a coordenadora do programa no município, Roseclea Barbosa, a ação de fiscalização, visa identificar as pessoas que não se encaixam no perfil do Bolsa Família e que estão recebendo todo mês o dinheiro que é destinado as pessoas carentes do município.

Por lei, tem acesso ao beneficio, pessoas que tem renda familiar per capita inferior a R$ 154 mensais. Essas informações, são prestadas pelas famílias e registradas pelo município no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, instrumento de coleta e gestão de dados que tem como objetivo identificar todas as famílias de baixa renda existentes no município, salientamos, que o cadastramento não implica na entrada imediata das famílias no programa e o recebimento do benefício.

“Aqui em Tamboril existem casos que a pessoa tem carro, tem moto, é funcionário público, os pais são aposentados, mas continuam recebendo o dinheiro todo mês, porque conseguiram acesso ao cadastro, passando informações que não condizem com sua renda per capita”. Alerta Roseclea.

As informações informações repassadas no momento do cadastro é responsável por quem declara, que assina um termo de veracidade das informações prestadas. Esse tipo de fiscalização é pra comprovar se o que a pessoa disse no momento da entrevista ao cadastro realmente procedem.

Nesse processo de fiscalização, mais de 20 famílias em Tamboril, já foram identificadas e tiveram os benefícios cancelados. Segundo a coordenadora, com o passar do tempo, as pessoas consegue emprego formal, melhoram sua renda e não se encaixam mais no programa.

Atualmente, um total 4.900 famílias são beneficiadas com o Bolsa Família no município de Tamboril, que são acompanhadas pela secretária do trabalho e assistência social e devem cumprir as condicionalidades de saúde e educação para continuarem tendo acesso ao beneficio.

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm