Policial

Peixes morrem com baixo nível de água no açude castanhão.

peixes1

Uma cena preocupante, triste e, ao mesmo tempo, chocante. As imagens estão na internet e mostram a grande quantidade de peixes mortos jogados em terrenos nas proximidades da Barragem do Castanhão, no Município de Jaguaribara, na Região do Vale do Jaguaribe.

Com a queda no nível da água do reservatório, falta oxigênio e os peixes começam a morrer. O fenômeno se repete no açude do Castanhão e representa prejuízos para criadores. Segundo eles, o prejuízo estimado pode chegar a R$ 300 mil reais.

Os criadores dizem que a queda do nível de água do açude não é por conta da pequena quadra chuvosa que atingiu o estado do Ceará, para eles, o fato ocorreu devido a uma manobra de aumento de liberação de água do reservatório pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). A companhia nega essa relação.

peixes-2

Desde o ano passado, com o agravamento da crise hídrica, alguns produtores começam a transferir viveiros para outros reservatórios do Ceará. A escassez de chuvas gerou problemas para o abastecimento da população no Ceará, falta de água para animais e, em muitas cidades, parte da produção de milhão e feijão ficou perdida. A Barragem do Castanhão é o maior reservatório de água do Ceará, tem capacidade para acumular 6,8 bilhões de metros de água, mas, atualmente, tem menos de 25% dessa capacidade. O Castanhão tem como uma das principais veias de alimentação o Açude Orós, com 1,8 bilhão de metros cúbicos. O Orós foi o reservatório que mais acumulou água na atual quadra chuvosa, mas, também, ficou com menos quantidade de água do que a sua capacidade.

(Agência Brasil)

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm

error: Conteúdo Protegido !!