Policial

Acompanhado de Jeová Mota, Comitê Olímpico Japonês visita o Centro de Formação Olímpica.

11214333_840520359365894_1416061737764349405_n

O Centro de Formação Olímpica do Nordeste (CFO) foi palco de mais uma visita do Comitê Olímpico Japonês (JOC), na tarde deste domingo (16). A comitiva observou as instalações com o intuito de transformar o equipamento em local de aclimatação da delegação no ano que vem, antes das Olimpíadas do Rio de Janeiro, que terá início em agosto.

Para Daniel Katsuya Takahashi, gerente do departamento de esportes do JOC, o complexo esportivo é adequado para receber os competidores japoneses, além de ver semelhanças com o local de preparação dos atletas no Japão.

“Em Tóquio há um equipamento muito parecido com esse (CFO), mas lá há bem menos espaço. Aqui é grandioso e muito bem distribuído; lá, nos preparamos em uma estrutura mais vertical. Esse centro esportivo é único”, destacou Takahashi.

Para o membro do conselho executivo sênior do Comitê Olímpico Japonês, Tsuyoshi Fukui, há outro fator positivo que difere o Centro de Formação Olímpica, o fato de haver espaço para competições e para receber o público.

“Pudemos observar que o torcedor não foi esquecido. Em Tóquio, nosso centro de treinamento é voltado apenas para o atleta, não temos um ginásio como este, ou áreas comuns”, observou Fukui, que também é vice-presidente do comitê esportivo do JOC e presidente do alto comissionado de estratégia e desempenho dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Anteriormente, o CFO chegou a receber membros da confederação japonesa de ginástica e, após demonstrarem grande satisfação com o que viram, estenderam a proposta de preparação para as demais federações do país.

Após a visita ao CFO, a comitiva se deslocou ao Castelão, que também foi avaliado para servir de apoio após uma eventual classificação das seleções de futebol masculinas e femininas do Japão.

(SESPORTE)

Compartilhe!

Feiticeiro Fm

Cópia de conteúdo proibida!