Policial

Presos fogem da cadeia pública de Tamboril após renderem agente penitenciário.

Cadeia1

Mais uma fuga de presos foi registrado na unidade prisional do município de Tamboril, na noite do sábado (17), por volta das 21h20min.

Segundo informações do agente penitenciário de plantão, FRANCISCO EVANDRO, ele foi chamado pelos detentos e que ao chegar próximo a cela de número 03, foi rendido pelo detento Jorge Luis Martins de Sousa, que estava armado com um coçoco, com a ajuda de outros dois detentos eles conseguiram imobilizar o agente penitenciário e fugiram em seguida.

Eles foram identificados como sendo:

JORGE LUIS MARTINS DE SOUSA – Filho de José Araújo de Sousa e Antonia Martins de Sousa, 23 anos, solteiro, sem endereço fixo; Que o mesmo já havia fugido da mesma cadeia pública no dia 12 de julho após cavar um buraco na parede.

GLEIDSON ARAUJO DE SOUSA – Filho de José Alves de Sousa e Francisca Maria Araújo de Sousa, 19 anos, solteiro, residente no distrito de Sucesso. Ele é conhecido como Keytinha e é autor de um homicídio no dia 15 de junho no distrito de Sucesso, quando o mesmo tirou a vida de um homem identificado como Daniel Oliveira de Lima, conhecido como Daniel Fumador, com aproximadamente 15 facadas.

ANTONIO CARLOS SILVA LOPES – Filho de Antonio José Ferreira Lopes e Francisca Silva Lopes, 23 anos, amasiado, residente na Vila Olga, na sede em Tamboril.

Ao ser acionada a composição da polícia militar realizou diligências, porém, ate o fechamento desta matéria nenhum dos 03 detentos haviam sido recapturado.

A cadeia publica de Tamboril, aguarda os trâmites burocráticos serem realizados para passar por uma grande reforma, segundo a Secretaria de Justiça do Estado – (Sejus).

Porém em conversa com a nossa reportagem, algumas autoridades acham que somente a reforma não irá resolver o problema das fugas, o pequeno número de agentes penitenciários é um outro agravante da situação. Apenas um agente estava de plantão no momento da fuga dos detentos, o que acaba dificultando que se faz um trabalho de melhor qualidade. A realizada do pouco efetivo de agentes, não é só em Tamboril, em todas as cadeias públicas, principalmente do interior do estado, sofre com o pouco efetivo na área.

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm