Regionais

Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa é prorrogada até 19 de dezembro, Tamboril já tem mais de 80% do rebanho vacinado.

Vacinação contra Febre Aftosa e Raiva; Prefeito e Sec Chico Machado

O Governo do Estado, através da Secretaria da Agricultura, Pesca e Aquicultura, anunciou a prorrogação do prazo da segunda etapa da Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa. Os criadores de bovinos e bubalinos no Ceará terão agora até o próximo dia 19 de dezembro para vacinar e declarar a imunização do rebanho.

A segunda etapa, iniciada no dia 2 de novembro, é executada pela Agência de Defesa Agropecuária (Adagri) em parceira com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ematerce). Nesse período os índices lançados no Sistema de Defesa Agropecuária (Sidagro), da Adagri, apontaram uma redução de 7% a 8% no número de animais vacinados quando comparado com o mesmo período da campanha, em novembro de 2014. O quadro é característico de estados do Norte e Nordeste, por isso o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) autorizou a prorrogação. “Até o final do dia de hoje deveremos alcançar o índice de 74% do rebanho vacinado e quando se encerrar a campanha ainda teremos o prazo de 15 dias para computarmos os dados e enviarmos para o Ministério. Sem dúvida os 90% serão atingidos, mais queremos ir além disso”, explicou o secretário.

As vacinas já estão disponíveis nas revendas de produtos veterinários. Após a imunização, os criadores devem declarar em um dos escritórios da Adagri ou Ematerce. O Governo do Estado também está em parceria com as secretarias de agricultura dos municípios para que seja feita a declaração. A multa para quem não vacinar seu rebanho ou não declarar é de R$ 16,00 por cabeça de animal. O produtor ficará ainda impedido de tirar a Guia de Trânsito Animal (GTA), que garante o trânsito animal para outras localidades.

“A gente ressalta que vacinar é um investimento de R$ 2 reais por cabeça animal, enquanto que aquele que não fizer esse investimento terá que dispor de R$ 16,00 por cabeça de animal, que é a multa, mais os R$ 2,00 da vacina, ou seja, terá que pagar R$ 18 reais por cabeça de animal. Fora isso temos que ressaltar a importância da vacina. Quando eu vacino a doença não estará na minha propriedade, meu rebanho estará sadio, isso é o mais importante. Porque a multa é a consequência de quem não está na lei. Ele será autuado e até a situação se regularizar a propriedade ficará interditada, sendo proibido o trânsito de animais. É um transtorno grande, por isso pedimos o apoio dos produtores que ainda não vacinaram ou não declararam a vacinação que o façam, pois não é interesse do Governo do Estado, da Adagri, multar”, reforçou o presidente da Adagri, Francisco Augusto Júnior.

TAMBORIL

O município já tem mais de 80% do rebanho vacinado, segundo dados da Ematerce. A meta é chegar aos mais de 90% de vacinação e superar o índice do ano passado. O município conta com mais de 08 mil cabeças de gado. O acompanhamento da vacinação nos municípios da região, são realizados pela Adagri regional com sede no município de Nova Russas através do médico veterinário Dr. Marcos Daniel.

(Governo do Estado)

Compartilhe!

Feiticeiro Fm

Cópia de conteúdo proibida!