Regionais

Em Ararendá, Operação da Polícia Civil prende bando que torturou adolescente de 17 anos, entre eles uma mulher de 42 anos.

img_4129
 
Uma operação da polícia civil realizada no município de Ararendá nesta quarta-feira (03) coordenada pelo delegado de Nova Russas Dr. Otávio Coutinho e que contou com a participação de mais 03 delegados e mais 11 Policiais Civis entres inspetores e escrivães, terminou com a prisão de cinco pessoas, dentre os presos uma mulher.
A operação cumpriu mandados de prisão por crime de tortura praticadas contra um adolescente em janeiro no município. Na época ação ganhou grande repercussão devido a crueldade com que a mesma veio a acontecer. Os envolvidos além de praticarem a tortura com requintes de crueldade, espancamento e ameaças, cortaram o órgão sexual do adolescente que tem 17 anos. A ação foi toda filmada pelo bando e o vídeo foi postado nas redes sociais e disseminado em aplicativos de mensagens instantâneas.
O conselho tutelar de Ararendá foi acionado pela família do adolescente e levou o caso ao conhecimento do delegado Dr. Otávio Coutinho. Durante as investigações os inspetores da delegacia de Nova Russas identificaram os autores do crime e o delegado entrou com o pedido do mandando de prisão que foi expedido pelo Juiz da comarca de Ararendá, Dr. Francisco Marcelo Alves.
Segundo informações repassadas a nossa reportagem pelo delegado de Tamboril Dr. Lucas Aragão que participou da operação, o caso teve motivação devido o adolescente torturado ser acusado de ter praticado estupro de vulnerável contra uma criança de 05 anos. A suposta criança vitima do abuso seria neta da mulher presa na operação e por isso o bando resolveu fazer justiça com as próprias mãos.
O cinco foram identificados como sendo:
  • Francisco Lucas Rodrigues Silva, 20 anos.
  • Maria Socorro Pereira de Sousa, 42 anos.
  • Nelson Sousa de Andrade, 21 anos.
  • Wesley Lopes Messias, 22 anos.
  • Wallace Silva da Fonseca, 20 anos.
A mulher presa é mãe de Nelson Sousa de Andrade, também presos na ação e que já cumpriu pena por Tráfico de Drogas juntamente com outro preso, Francisco Lucas Rodrigues. Maria Socorro foi localizada na zona rural do município e os demais foram presos em suas residências na sede de Ararendá.
Eles foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil de Nova Russas para serem ouvidos e após a feitura dos procedimentos cabíveis serão conduzidos ao presídio de Ararendá, com exceção da mulher presa que deverá seguir para outra unidade prisional.
(Redação do Blog)
 
Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm