Regionais

A seca persiste e persiste o abandono do Dnocs.

Dnocs

Eis artigo do jornalista Edilton Saldanha, também servidor do Dnocs. publicado no Blog do Eliomar de Lima tratando sobre o estado de abando do órgão e o projeto de revitalização, que há anos não saio do papel.

O Ceará tem 70% de chance de permanecer no 5º ano de seca, aponta Funceme. Essa é uma das principais manchetes de jornais cearenses. Uma perspectiva dessa deixa todo o povo nordestino em alerta. Todo o povo do nordestino sim, porque em janeiro de 2014, o açude Castanhão, que é o principal responsável pelo abastecimento d’água da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), contava com 39% da sua capacidade. Hoje, ele possui menos de 10% da sua capacidade, e com isso afeta não só a área rural, mas também os 4 milhões de habitantes, dos 15 municípios da RMF. E em se concretizando a previsão da Funceme, o quadro fica alarmante.

Diante desse fato, pergunta-se: Cadê a revitalização do Dnocs para a perfuração de poços, instalação de cisternas e outras ações mitigantes da seca? Entra diretor, sai diretor e nada muda. Sabemos que é impossível fazer gestão de desenvolvimento sem recursos financeiros.

É necessário, no entanto, que o pensamento sobre a importância do Dnocs, no cenário da seca, tenha mudança em Brasília. Que os políticos detentores de cargos de direção no Dnocs se empenhem para reverter o quadro de abandono em que se encontra o órgão.

Servidores continuam se aposentando – esvaziando o quadro de pessoal da Instituição. Onde anda o pedido de concurso público feito. ainda em 2014, ao Ministério da Integração Nacional?

 

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm