Policial

Em Tauá, detento morre minutos antes de ser transferido para cadeia de Arneiroz.

O Detento Antônio Marciano de Souza Silva, 35 anos, que residia no município de Arneiroz, morreu na tarde desta terça-feira (08), em uma das celas da Delegacia Regional de Polícia Civil. Segundo informações do escrivão Arraes, Marciano tinha sido preso na última segunda-feira, (07), pela Polícia Militar de Arneiroz, acusado de tentativa de furto de criações. Ele juntamente com o primo Cícero Pereira de Lima, foi flagrado furtando uma ovelha. O proprietário do animal acionou a PM que fez a prisão dos acusados e os conduziu à DP de Tauá para a realização dos procedimentos.

Na tarde de hoje no momento em que ia ser transferido para a cadeia pública de Arneiroz, Marciano passou mal e morreu instantaneamente.

“Após o procedimento realizado nesta Delegacia, a nossa equipe de inspetores avisou os dois primos que eles seriam transferidos para a Cadeia Pública de Arneiroz e no exato momento em que o detento entrou no banheiro para tomar banho afim de seguir viagem, provavelmente sofreu um infarto fulminante e veio a óbito. Ao sermos alertados pelos demais presos que o rapaz estava passando mal, rapidamente o retiramos da cela, mas ele não apresentava mais nenhum sinal vital, o que foi confirmado logo em seguida pelos socorristas do Samu”, disse o inspetor.

Ao ser constatado o óbito pelo médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o rabecão da Perícia Forense foi acionado e conduziu o corpo para o IML de Quixeramobim, pois nesta terça-feira não havia médico legista no Núcleo de Perícia Forense dos Inhamuns, em Tauá.

(Reportagem Lindon Jonhson)

Compartilhe!

Feiticeiro Fm