Destaques

Saída de Idilvan Alencar da presidência do FNDE foi a pedido de Cid Gomes

Mostrando que não tem apego a cargos, nem pra si, nem tão pouco para seus aliados, o ex-governador Cid Gomes pediu o afastamento do cearense Idilvan Alencar da presidência do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. A solicitação foi feita no último sábado, 2 de abril, ao ministro Aloizio Mercadante, após uma breve conversa entre Cid e Idilvan.

O ex-governador explicou sua decisão dizendo que a levou Idilvan para o FNDE quando Ministro da Educação, para evitar roubo no orçamento do Fundo, o mais rico da pasta, cujo orçamento para 2016 está orçado em R$ 38 bilhões. Ao deixar o ministério, Cid relatou que Idilvan foi convidado por seu sucessor, Luís Cláudio, a permanecer na presidência do FNDE, e aceitou, depois de consultá-lo.

Os ministros seguintes – Renato Janine e Aloízio Mercadante – mantiveram Idilvan Alencar “pela competência”, comentou Cid Gomes. O ex-ministro cearense pediu o afastamento do presidente do FNDE para que, na defesa da inviolabilidade do mandato da presidente Dilma Rousseff, que para ele, só pode ser alvo de impeachment se configurado crime de responsabilidade com dolo – não observado – sua posição não seja confundida por apego ao governo.

(Sobral em Revista)

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm