Destaques

INSS vai revisar mais de 2 milhões de benefícios.

Aumentou o número de pessoas que serão convocadas para passar por novas perícias médicas na revisão dos benefícios de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez. Em todo o país, mais de 2 milhões de benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) serão revisados.Serão 840 mil beneficiários de auxílio-doença e quase 1, 2 milhão de aposentados por invalidez com mais de dois anos sem perícia médica.

O número de auxílios-doença pagos no país aumentou em 58 por cento desde o primeiro processo de revisão dos benefícios, iniciado em julho de 2016 e interrompido porque o Congresso Nacional deixou de analisar a Medida Provisória que trata do assunto dentro do prazo estabelecido por lei. Com isso, os números precisaram ser atualizados.

Já entre as aposentadorias por invalidez houve uma diminuição de 3 mil segurados. Eles completaram 60 anos e por causa da idade não precisarão passar pelas perícias.

Segundo o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, Alberto Beltrame, a mudança na quantidade de beneficiários não altera o cronograma de revisão, que deve ser finalizado em até dois anos.

A convocação será feita por carta com aviso de recebimento. Após o comunicado, o segurado terá cinco dias úteis para agendar a perícia pelo número 135. O beneficiário que não atender a convocação ou não comparecer na data agendada terá o benefício suspenso.

Em todo o país, mais de 2 mil e quinhentos médicos peritos participarão da revisão.

Das cerca de 21 mil perícias realizadas até o fim de outubro, foi constatado que em 80% dos casos as pessoas estavam recebendo o recurso de forma indevida. Elas tiveram o benefício cessado na data da realização do exame, o que gerou uma economia de 220 milhões de reais para o Fundo da Previdência.

Compartilhe!

Feiticeiro Fm

Cópia de conteúdo proibida!