Segurança

Em Tamboril, homem apontado como verdadeiro alvo do caso Wesley nega “as acusações” em entrevista.

O caso envolvendo a morte do garoto Wesley dos Santos, no domingo (22) no município de Tamboril continua a levantar questionamentos por parte de diversas entidades, após uma carta de repudio divulgada pela Pastoral da Juventude de Tamboril, outros órgãos passaram também a cobrar uma posição mais forte por parte da autoridades.

O delegado Dr. Marcílio Vasconcelos ouviu várias pessoas em relação ao caso; dentre elas, um homem conhecido como Elizeu Portela, apontado como a pessoa que seria o verdadeiro alvo do crime que tirou inocentemente a vida de vida Wesley.

Em seu depoimento ao qual tivemos acesso, Elizeu nega que tenha sofrido diretamente ameaças de morte uma semana antes do crime. Segundo informações, ele teria procurado a polícia para denunciar as possíveis ameaças, fato confirmado por ele em depoimento. Elizeu Portela disse que soube das ameaças por uma pessoa que reside em uma casa em frente ao Park General Sampaio, onde o mesmo havia instalado uma barraca para realizar vendas durante os festejos da cidade.

Segundo ele, um morador o-procurou para avisar que dois homens estranhos em uma moto bros, estariam perguntando a populares qual era a “barraca do Elizeu”, quando foi informado, Elizeu disse que foi até a delegacia para avisar a PM do ocorrido e para pedir que desse um reforço na área, mas que em momento algum sofreu diretamente as ameaças. “Se fosse eu o alvo, eles poderiam ter vindo na semana, durante os dias de pouco movimento, todos os dias eu estava la trabalhando” disse Elizeu ao blog.

Ele também concedeu uma entrevista ao Jornal A HORA DA VERDADE da Feiticeiro Fm (www.feiticeirofm.com.br), negando todas as acusações em relação ao caso. Ouça no player abaixo.

Compartilhe!

Feiticeiro Fm

VACINAÇÃO SALVA

error: Conteúdo Protegido !!