Destaques

Mobilização levará tamborilenses as ruas em apoio a greve geral e prefeitura decreta ponto facultativo.

O município de Tamboril também aderiu a greve nacional. O prefeito municipal decretou ponto facultativo para está sexta-feira (28).  O decreto diz que o direito de greve é de titularidade dos trabalhadores, pois compete a eles decidir sobre a oportunidade e os interesses a serem defendidos e que a greve é um direito social, previsto na Constituição Federal de 1988.

O blog apurou que amanhã também acontecerá uma mobilização com saída a partir das 07h30min da manhã da Escola Profissional Antonio Mota Filho, percorrendo as principais ruas da cidade. A proposta é contar com a participação dos trabalhadores em geral. Batizada de aula pública, a mobilização espera contar com grande participação dos trabalhadores, em especial dos servidores do município.

Para o pároco da Igreja de Santo Anastácio de Tamboril, Padre Heraldo, momento é oportuno para reivindicar os direitos dos trabalhadores. “Independente de credo religioso é o momento de defender os direitos dos mais pobres e defender o futuro e a vida” Padre Heraldo, convidou os tamborilenses para irem às ruas, dizendo que é preferível passar três horas nas ruas em apoio às manifestações que defende os direitos dos trabalhadores do que passar 20, 30 anos sofrendo com as decisões tomadas hoje.

O blog apurou que apenas os serviços de urgência e emergência funcionarão normalmente no município. Informações extraoficiais apontam que não haverá atendimento normal na agência da Caixa Econômica de Tamboril. Porém, a grande maioria dos comércios funcionarão normalmente.

A greve geral desta sexta-feira (28) ocorre 100 depois da greve geral de 1917.

 

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm

error: Conteúdo Protegido !!