Destaques

Governo do Ceará apresenta programa que acelera abertura de empresas.

Registrar e formalizar empresas no Ceará está menos burocrático. Com o programa Empresa Simples (e.simples), apresentado nesta quarta-feira (14), no Palácio da Abolição, o processo de abertura de firma pode realizado, também, de forma virtual, com entrada única de documentos pelo Portal de Serviços da Junta Comercial do Ceará (Jucec). O projeto integra todos os órgãos de inscrição tributária e licenciamento em um único site, evitando o descolamento e utilização de papéis, além de acelerar o serviço, possibilitando o registro empresarial em até cinco dias.

 

Segundo o secretário da Fazenda, Mauro Filho, o e.simples vai tornar o Ceará ainda mais competitivo em relação aos outros estados brasileiros, favorecendo o ambiente de negócios e fomentando a economia cearense. “Isso vai simplificar o processo de abertura, agregando novas empresas que acreditam no nosso Estado. O Ceará vai dar exemplo de que é possível fazer negócio sem muita burocracia”, enfatizou.

Atualmente, a Jucec tem 664.256 empresas ativas, sendo 51% do comércio, 35% de serviços e 12%, indústrias. Em relação ao tipo, os empresários individuais somam 41% do total de empresas, os microempreendedores individuais somam 34% e as sociedades LTDA e Empresa Individual de Responsabilidade Limitada, 22%.   

De acordo com o gerente de Políticas Públicas do Sebrae Nacional, Bruno Quick, o tempo de abertura de empresas no Ceará com o E.Simples, de cinco dias, é uma realidade diferente para os empreendedores, visto que a média nacional para formalização é de 130 dias. “Graças à colaboração das entidades envolvidas no projeto, hoje nasce uma nova geração de relacionar o Estado com o cidadão”, disse. Para Quick, com a digitalização desse processo, o Ceará torna-se “vitrine do Brasil neste tema”.

(Site do Governo)

 

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm

error: Conteúdo Protegido !!