Regionais

Zona eleitoral de Monsenhor Tabosa e mais 17 municípios são extintas pelo TRE.

Monsenhor Tabosa e mais 17 municípios do Ceará foram tiveram zonas eleitorais extintas por parte do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE). A informações foi apresenta pela desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, aos juízes da Corte do TRE, ainda nesta quarta-feira (16).

A extinção é o resultado de um estudo elaborado pelos servidores do TRE, que determina o rezoneamento em todos os estados brasileiros. No Ceará, o estudo baseado nos critérios definidos pelo TSE, apontou a extinção de 18 zonas no Interior do estado e o remanejamento de 4 dessas zonas para a Capital.

A resolução foi prontamente aprovada pela corte da Justiça Eleitoral do Ceará e seguirá agora para uma análise por parte do Tribunal Superior Eleitoral e em seguida deverá ser aprovada. Com a medida o TRE reduzirá de 123 para 109 o número de zonas eleitorais em todo o Ceará.

A presidente do TRE destacou que “serão mantidos postos de atendimento aos eleitores nos municípios que deixarão de ser sede de zonas, sem qualquer prejuízo a esses eleitores que continuarão votando nas mesmas seções no dia da eleição”. Quanto à mudança do número da zona no título, não haverá necessidade de comparecimento ao cartório do eleitor que já fez a biometria.

Foram extintas as seguintes zonas eleitorais no Interior:

  1. – Cedro (34ª ZE)
  2. – Jardim (42ª ZE)
  3. – Pereiro (51ª ZE)
  4. – Ubajara (56ª ZE)
  5. – Ipaumirim (58ª ZE)
  6. – Pacoti (77ª ZE)
  7. – Saboeiro (80ª ZE)
  8. – Orós (85ª ZE)
  9. – Mucambo (87ª ZE)
  10. – Parambu (90ª ZE)
  11. – Monsenhor Tabosa (93ª ZE)
  12. – Iracema (95ª ZE)
  13. – Itaitinga (100ª ZE)
  14. – Jati (102ª ZE)
  15. – Paraipaba (103ª ZE)
  16. – Ocara (106ª ZE)
  17. – São Luís do Curu (107ª ZE)
  18. – Banabuiú (110ª ZE)

Para a capital serão remanejadas as seguintes zonas eleitorais: 80ª, 85ª, 93ª e 95ª, que se juntarão às zonas já existentes (1ª, 2ª; 3ª; 82ª; 83ª; 94ª; 112ª; 113ª; 114ª; 115ª; 116ª; 117ª e 118ª). O mapa das zonas em Fortaleza sofrerá alterações, com o remanejamento das novas zonas redistribuídas nos bairros da Capital.

Assim como no interior, em Fortaleza os eleitores que já fizeram o recadastramento biométrico, também não vão precisar alterar o título. O TRE do Ceará tem até 60 dias para efetivar as alterações oriundas do rezoneamento. Todas as mudanças devem ser concluídas até 16 de outubro deste ano.

(Redação do Blog)

Compartilhe!

Feiticeiro Fm

Cópia de conteúdo proibida!