Regionais

Funceme prevê continuidade de chuvas nas duas primeiras semanas de maio.

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos informou que, no mês de abril, foram registrados 214,9 milímetros de chuva em todo o Estado. O número corresponde a 14,3% acima da normalidade de precipitações para o período, sendo o mês de abril mais chuvas desde maio de 2009.

Diferente do que ocorreu em março, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), principal indutor de chuvas durante a quadra chuvosa, esteve em posição favorável para formação de nebulosidade na maior parte do mês de abril.

Para maio, a Funceme informa que o cenário é promissor para as duas primeiras semanas do mês, após um final de abril mais escasso: “Essas duas primeiras semanas têm uma tendência boa à continuidade de chuvas. A predominância de precipitações será nas regiões Centro-Norte e Litoral, sem descartar o Sul do Estado”, informou Raul Fritz, meteorologista da Fundação.

Mesmo com as chuvas, a situação hídrica do Estado ainda não é confortável. Contudo, conforme a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), o Castanhão, maior açude do Ceará, saiu do nível de 2,75% para 8,63% nos primeiros quatro meses do ano. O Orós, segundo maior do Estado, está com quase 10% da capacidade total. Já o Banabuiú, terceiro maior, que estava quase seco, hoje acumula mais 6.21% da capacidade.

Atualmente, 27 açudes estão com volume acima de 90% e 17 estão sangrando em todo o Estado.

(Com Repórter Ceará)

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm

error: Conteúdo Protegido !!