Segurança

Cabeleireiro acusado de ser olheiro de quadrilha, desmente acusações e diz que possuia espingarda para caçar.

Policiais do Comando Tático Rural (Cotar), realizaram na manhã desta sexta-feira (16) no município de Tamboril, o cumprimento de um mandado de busca de apreensão na residência de Antônio Farias Rodrigues, 33 anos, mais conhecido como “Farias Cabeleireiro”. Na casa do mesmo foi apreendido uma espingarda calibre 32. Ele foi conduzido para a Delegacia Regional de Polícia Civil em Crateús onde os procedimentos foram adotados e ele foi liberado após pagamento de fiança.

Farias lamentou a informação veiculada nas redes sociais de que seria olheiro de uma quadrilha. “Quem me conhece sabe que eu vivo trabalhando. Abro meu salão as 7 da manhã, tem dias que não vou nem almoçar, as vezes fecho a noite”. Disse ele em conversa com nossa reportagem por telefone. “E assim, em relação a arma, eu utilizava ela apenas para caçar, nada mais, quem me conhece sabe que gosto de caçar. Nunca fiz nada de errado na vida e estou sendo prejudicado e acusado de coisas que não fiz e nem sou” ressaltou.

O cabeleireiro que é um dos mais requisitados da cidade, lamentou as acusações que foram feitas sobre sua conduta e disse que apesar da situação vexatória pela qual ele passou, está tranquilho, com a consciência limpa e que adotará as medidas cabíveis em relação as acusações infundadas.

Quando falou a reportagem do blog, o cabeleireiro já estava em seu local de trabalho. Mesmo abalado e tendo que passar pelo que passou, ele disse: “Eu vivo do meu trabalho, tenho minhas responsabilidades a cumprir e meu trabalho é o meu “ganha pão”.

 

Compartilhe!

Feiticeiro Fm

Cópia de conteúdo proibida!