Destaques

Segundo a Cogerh, 67 açudes do Ceará receberam aporte com as últimas chuvas

A continuidade das chuvas no Ceará nas últimas 24 horas, tem ajudado a melhorar o aporte dos reservatórios monitorados pela Compainha de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). Segundo o órgão, foram registrados aportes em 67 reservatórios, com recarga de 29,63 milhões de metros cúbicos. No acumulado deste ano, a recarga já chega a 1.956,72 milhões de metros cúbicos.

32 reservatórios já atingiram os 100%, porém, a situação dos maiores açudes do estado ainda é muito crítica. Castanhão e Orós, ainda não chegaram aos 10% e isso tem preocupado a Secretaria de Recursos Hídricos. A SHR ressalta que o estado também 21 açudes com volume morto e seis açudes secos.

O açude Carão, principal reservatório do município, sem água ha seis anos, passou do volume seco para o volume morto. A explicação se dá por conta de um pequeno acumulo de água em seu leito, o que levou a mudança na classificação. Mesmo assim, a situação do manancial é de tristeza e abandono.

Confira abaixo a relação dos 32 açude que atingiram a capacidade de 100%

Acaraú Mirim, em Massapê (volume de 36,71 milhões de m³);
Jenipapo, em Meruoca (volume de 3,5 milhões de m³);
São Vicente, em Santana do Acaraú (volume de 9,84 milhões m³)
Valério, em Altaneira (volume de 1,86 milhões de m³)
São José I, em Boa Viagem (volume de 7,67 milhões de m³);
Diamantino II, em Marco (volume de 18,04 milhões de m³);
Gangorra, em Granja (volume de 54,4 milhões de m³)
Itaúna, em Granja (volume de 72,58 milhões de m³);
Tucunduba, em Senador Sá (volume de 41,43 milhões de m³);
Várzea da Volta, em Moraújo (volume de 12,5 milhões de m³);
Gameleira, em Itapipoca (volume de 52,64 milhões de m³);
Missi, em Miraíma (volume de 65,3 milhões de m³);
Quandú, em Itapipoca (volume de 3,37 milhões m³)
S. Pedro Timbaúba, em Miraíma (volume de 15,768 milhões m³)
Batente, em Ocara (volume de 37 milhões de m³);
Cauipe, em Caucaia (volume de 12 milhões de m³);
Cocó, em Fortaleza (volume de 5,1 milhões de m³);
Germinal, em Palmácia (volume de 2,107 milhões de m³);
Itapebussu, em Maranguape (volume de 12,43 milhões m³)
Maranguapinho, em Maranguape (volume de 9,35 milhões de m³);
Tijuquinha, em Baturité (volume de 421.067 milhões de m³);
Caldeirões, em Saboeiro (volume 1,13 milhões de m³);
Angicos, em Coreaú (volume 56,05 milhões de m³);
Barragem do Batalhão, em Crateús (volume 1,638 milhões de m³);
Sobral, Sobral (volume 4,27 milhões de m³);
Itapajé, Itapajé (volume 4,24 milhões de m³).
Poço Verde, Itapipoca (volume 12,43 milhões de m³);
Gavião, Pacatuba (volume 33,3 milhões de m³);
Gomes, Mauriti (volume 1,638 milhões de m³);
Trapiá III, Coreaú (volume 5,51 milhões de m³);
Pato, Sobral (volume 7,55 milhões de m³);
Santo Antônio de Russas (volume de 24 milhões de m³).

 

Compartilhe:

Comente com Facebook

Redes Sociais

Feiticeiro Fm