Regionais

População reclama que água do Açude carão está apresentando mal cheiro

Faltando apenas duas semanas para o fim da quadra invernosa no Ceará, o Açude Carão de Tamboril saiu do volume seco para o volume morto. O reservatório que tem capacidade para mais de 26 milhões de metros cúbicos de água, acumulou com as chuvas deste ano, 2 milhões e 18 mil metros cúbicos de água. Isso representa 8,31% da capacidade total do manancial que estava seco a mais de seis anos.

Desde que a água começou a chegar no leito do açude no início do mês de abril, os moradores que residem no entorno do reservatório já alertavam para a grande quantidade de mato dentro do Açude. Não bastasse isso, no meio do açude, havia uma grande plantação de milho antes da água chegar ao local. O tempo foi passando e aquela situação que por muitas vezes foi denunciada pela população através do Jornal, A HORA DA VERDADE da Feiticeiro Fm, tornou-se comum e para muitos, o mato não iria prejudicar e nem traria consequências para água que chegaria ao açude.

Passados algumas semanas, aquilo que para muitos era apenas uma situação inofensiva, começa a dar os primeiros sinais de que a situação é de uma seriedade muito grande. é que nos últimos dias, a população começou a registrar outro agravante. A água que poderia ser usada para abastecimento da população, está apresentando um mal cheiro insuportável. Moradores do Carão ouvidos pela nossa reportagem, confirmaram o fato e disseram que na situação em que se encontra hoje, muito dificilmente, os mais de 2 milhões de metros cúbicos de água que se encontra no Carão, poderá, infelizmente não se utilizado.

 

Compartilhe:

Comente com Facebook

Redes Sociais

Feiticeiro Fm