Regionais

Ministério Público do Ceará vai pressionar prefeituras para que implantem fiscalização rigorosa no trânsito

Quem anda nas cidades do interior do Ceará, percebe de longe, o quanto o trânsito não tem controle e fiscalização. Cidades como Tamboril por exemplo, usando do “faz de conta” quando o assunto é fiscalização e punição aos infratores que insistem em faltar com respeito às leis vigentes do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Baseado nessa realidade, o Ministério Público vai pressionar as prefeituras que assumam responsabilidade diante do caos que mensalmente mata pessoas e prejudica a vida das pessoas.

Segundo levantamentos realizados pelo órgão, há cerca de 20 municípios atuando e integrados ao sistema nacional de trânsito. No papel, há 69 cidades que criaram o órgão, mas, na prática, não operam neste Estado com 184 cidades. Ou seja, o Interior vive situação de abandono em matéria de fiscalização.

O promotor de justiça Hugo Porto tomou à frente e iniciou a campanha Municipaliza, tendo apoio do Detran, Tribunal de Contas, Assembleia Legislativa e da Associação Cearense para o Desenvolvimento dos Municípios (ACDM). O orgão vem realizando diversos encontros regionais e oficinas com as prefeituras no interior, objetivando contribuir com implantação da fiscalização nesses locais onde o trânsito não é fiscalizado.

Segundo especialista Carlos Alberto, essa fiscalização é importante para organizar o fluxo de veículos e pedestres, já que são penalizados os que desrespeitam a lei. Para o especialista, mais importante que isso é colocar a população nos assuntos que envolvem a mobilidade urbana. “Cuidar do trânsito é uma obrigação da prefeitura, mas as pessoas também são importantes para termos uma cidade mais segura para todos” ressaltou.

Em Tamboril, há mais de 04 anos aconteceu a implantação do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran), a autarquia que comecou com 06 agentes de fiscalização, atualmente contam com somente três. O trabalho não é feito como deveria e as condições e ferramentas para esse tipo tal não são ofertados pelo poder público. O trânsito no município se tornou um caos, com menores ao volante, constante desespeito as leis, dentr muitos outros fatores.

(Com Eliomar de Lima)

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm

error: Alerta: Conteúdo protegido !!