Segurança

Em 72 horas, mais quatro mulheres foram mortas no Ceará. No ano, já são 120 assassinadas

Durante esta semana, mais quatro mulheres fora assassinadas no Ceará. Os crimes ocorreram entre a noite da última segunda-feira (22) e a noite de quarta (24). Com isso, subiu para 120 o número de mulheres mortas no estado em 2019. Somente neste mês de julho já foram registrados 17 crimes do gênero.

Na noite desta quarta-feira (24), a Polícia localizou o corpo da professora Maria Ticiane Ferreira do Nascimento, 26 anos, que estava desaparecida há cerca de 10 dias. Ela foi assassinada e enterrada, de pé, em uma cova rasa nos fundos de sua própria residência, na localidade de Caucassu, na zona rural do Município de Acaraú (a 233Km de Fortaleza).

O crime foi praticado pelo próprio marido da vítima, Ivanildo Manoel dos Santos Nascimento, 36 anos, que chegou a registrar na delegacia da cidade um Boletim de Ocorrência (B.O.) do desaparecimento da esposa, alegando que ela havia abandonado a casa deixando para trás o próprio esposo e os quatro filhos do casal, além de ter levado objetos pessoais. Disse ainda que ela teria sido vista embarcando em um carro.

No entanto, a Polícia iniciou uma investigação e, com base nas contradições do marido, este acabou confessando o crime e levou os policiais ao local onde havia ocultado o cadáver da esposa. O corpo de Ticiane foi resgatado na noite de ontem e encaminhado ao Núcleo da Perícia Forense do Ceará (Pefoce), em Sobral. O assassino permanece preso.

Outros casos

Também ontem (24), o corpo de uma mulher – ainda não identificada – foi encontrado no começo da tarde em uma estrada de terra na localidade de Monguba, em Pacatuba, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). O cadáver da mulher estava ao lado do corpo de um homem que, supostamente, seria seu marido ou companheiro. Os dois foram encontrados crivados de balas. A Polícia suspeita que o casal tenha sido sequestrado noutro lugar e levado até o local onde aconteceu o duplo assassinato. Várias cápsulas de balas de pistolas foram encontradas próximas aos corpos.

O terceiro assassinato de mulher aconteceu em Santana do Cariri (a 550Km de Fortaleza), onde, na noite de terça-feira (23), a dona de casa Aldenir Alencar, 45 anos, foi morta a golpes de faca pelo ex-marido quando seguia à pé para casa depois de participar de uma festa na cidade. Antônio Reinaldo Marcelino não se conformava com o fim do casamento e ficou revoltado quando encontrou a ex dançando com outro homem. Na volta para a casa, a mulher acabou sendo assassinada na presença de dois dos sete filhos do casal. Ele está foragido.

Na noite de segunda-feira (22), a jovem vendedora Milena Soares da Silva, 18 anos, foi assassinada a tiros em Fortaleza. O crime ocorreu no bairro Dom Lustosa. Na zona Oeste da Capital. Ela havia apanhando um carro de aplicativo no Terminal de Antônio Bezerra e ao chegar próximo de casa, na Rua Água Verde, foi fuzilada ao sair do veículo. Policiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) prenderam em flagrante o autor do crime,. Wellington Luís Esteves das Neves, 35 anos, confessou em depoimento no DHPP que matou a garota porque esta lhe devia cerca de R$ 1.500,00. O criminoso é agiota.

(Redação do Blog Por Fernando Ribeiro)

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm

error: Alerta: Conteúdo protegido !!