Regionais

Focado na regionalização, Secretário Estadual de Saúde visita Crateús

Ampliação dos serviços para atendimento de trauma e novos leitos de UTI estão entre as medidas a serem tomadas para aumentar a efetividade da assistência em saúde da população de Crateús e dos demais dez municípios que compõem a 15ª Região de Saúde. O Hospital São Lucas, localizado em Crateús, recebeu nesta quarta-feira (14) a visita do secretário de saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, Dr. Cabeto, da assessora especial do governador, Janaína Farias, e do coordenador da Central de Regulação, Mozart Rolim.

Também participaram da reunião e da visita ao hospital os deputados estaduais Carlos Felipe, Valter Cavalcante e Jeová Mota, os prefeitos de Monsenhor Tabosa, Jeová Madeiro; de Tamboril, Pedro Silva; e de Poranga, Carlisson Assunção, além de secretários de saúde de cidades vizinhas. A unidade é um dos 37 hospitais polo que recebem recurso estadual mensalmente.

Cooperação técnica

O fortalecimento da regionalização é uma das prioridades da Secretaria da Saúde do Estado para que os usuários do sistema de saúde possam ser atendidos com mais efetividade e mais perto do município onde moram.

Em Crateús e nos municípios vizinhos, casos de maior complexidade são referenciados para Sobral, a cerca de 200 km de distância. Iniciativa semelhante de cooperação técnica está sendo realizada com o Hospital Regional de Iguatu e com gestores de municípios que integram a 18ª Região de saúde.

“Devemos discutir em primeiro lugar os hospitais polo porque são eles que suprem as demandas das pessoas. É preciso uma política de atenção básica bem fundamentada. É preciso um plano de carreira das pessoas. É preciso integrar o sistema como um todo”, disse Dr. Cabeto para profissionais do hospital, gestores e parlamentares. A unidade hospitalar é filantrópica e administrada pelaAssociação Beneficente São Camilo desde 2011.

O prefeito de Crateús, Marcelo Machado, disse esperar que, em breve, cirurgias de maior complexidade e outras demandas para leitos de UTI possam ser atendidas no próprio município. O fortalecimento da regionalização da saúde com cada uma das cinco macrorregiões contando com maior nível de resolutividade, atendendo aos moradores com menos casos de transferências para municípios que estão fora dela é uma das prioridades da Sesa. O secretário também conheceu o Centro de Especialidades Gentil Barreira, cuja gestão é da Secretaria Municipal de Saúde de Crateús.

Ampliação do apoio

A Sesa está ampliando a participação do financiamento das unidades de saúde do Estado Ceará, representando acréscimo de pelo menos R$ 23,96 milhões no primeiro ano. Com a proposta, haverá, além de incentivos para manutenção dos hospitais pólos, a aplicação de recursos na modernização, implantação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em cada hospital polo, informatização e aquisição de equipamentos diagnósticos e de UTI. Os recursos serão destinados em pactuação com as 21 regionais de saúde, garantindo atendimento próximo ao usuário.

Atualmente são aplicados pelo Governo do Ceará mais de R$ 179,5 milhões na rede hospitalar dos municípios. Esse valor é repassado para 29 Hospitais Estratégicos e Regionais e 37 Hospitais Polo e Macrorregionais. Ou seja, são 66 hospitais públicos e filantrópicos que recebem esse apoio. A proposta da Sesa amplia serviços nessas unidades com atendimento de trauma, clínica médica, cirurgia, atenção materno-infantil, saúde mental. Estão previstas, ainda, a implantação do Registro Eletrônico de Saúde, totalmente financiado pela Secretaria Estadual, a informatização e a integração de todas as unidades nos próximos dois anos.

(Com SESA)

Compartilhe:

Comente com Facebook

Redes Sociais

Feiticeiro Fm