Regionais

Governo do Ceará entrega animais da ovinocaprinocultura em Tamboril

A Secretaria do Desenvolvimento Agrário concluiu nesta quinta-feira (12) a entrega de mais de cinco mil matrizes caprinas e reprodutores de espécie. Iniciada em janeiro, a ação – que beneficiou 450 produtores – resulta de convênio entre o Governo do Ceará e executivo federal. O Programa de Fortalecimento da Ovinocaprinocultura investiu pouco mais de R$ 5,8 milhões em onze municípios.

A última etapa do programa foi entregue durante esta manhã em solenidade no Assentamento dos Poços, em Tamboril, Sertão de Crateús. Em solenidade com a presença do secretário De Assis Diniz, do coordenador de Projetos Integrados do Ministério do Desenvolvimento Regional, Joaquim Carneiro Filho, além de autoridades locais, os animais e kits de higienização foram entregues nas mãos dos próprios produtores do município com mais de 26 mil habitantes.

Somente no Assentamento dos Poços, o programa fez chegar para cada produtor 15 matrizes caprinas e um reprodutor, perfazendo um investimento de R$ 8.592.50 por agricultor familiar atendido. Em todo o Ceará foram entregues 5.280 animais das raças Saanen, Parda Alpina, Toggenburg, Alpina Britânica e Anglo-Nubiana. Investimento da ordem de R$ 5.810.326,00 para atender as cidades de Santa Quitéria, Monsenhor Tabosa, Tamboril, Catunda, Ipueiras, Nova Russas, Campos Sales, Aiuaba, Independência, Crateús, Poranga.

Parte do benefício foi destinada à aquisição de 350 kits de higienização de ordenha, manejo sanitário e para análise do leite e higienização de tanques; foram distribuídos ainda onze tanques de resfriamento de leite com capacidade de 1000 litros. Os beneficiários foram assistidos ainda com acompanhamento técnico da Ematerce, capacitações, dias de campo, seminários de mobilizações e missões técnicas.

Com a chegada dos primeiros animais, as diretrizes do projeto da Coordenadoria do Desenvolvimento das Cadeias Produtivas da Pecuária (CODEP/SDA) preveem ainda que após dois anos cada beneficiário repasse sete animais gerados nesta primeira leva a outros produtores da região.

De acordo com o prefeito de Tamboril, Pedro Calixto, a ação gera sustentabilidade e dá mais vida e esperança ao homem do campo. “Nossos agricultores estão muito animados com a chegada destes animais porque nosso povo é bom e gosta de trabalhar. Logo estas espécies darão seus filhotes para que todos possam agregar na produção de leite, queijo e derivados”, explicou o gestor municipal.

De acordo com o representante do MDR, o projeto tem feito do Ceará um modelo a ser copiado no apoio aos agricultores. “Esta ação é mais do que entregar os animais, ela representa oportunidade de aumentar a produção da região. Se cada animal produzir uma media de dois litros por dia, no toral teremos quase 10 mil litros/dia, quase R$ 500 mil de produção neste primeiro ciclo em todo o Ceará, sem falar o quanto outras áreas também irão ganhar. Isto é encadeamento produtivo”, explicou Joaquim Filho.

Para De Assis Diniz, o projeto dialoga com a vocação local e projeta o Ceará para um futuro de oportunidades. “Vamos potencializar a cadeia produtiva com outros projetos pois esta política foi construída para ampliar a capacidade de geração de renda e de oportunidades aos produtores. O manejo de caprinos e ovinos encontra na região de Crateús uma boa vocação de produtores com esta expertise”, explicou.

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm