Destaques

Ceará gera 4.860 novos empregos em novembro e registra melhor resultado do Nordeste

Pelo quinto mês consecutivo, o Ceará registrou expansão no número de postos de trabalho com carteira assinada, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Em novembro, foram 4.860 novos empregos, resultado de 32.262 admissões e 27.402 desligamentos. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (19) pela Secretaria de Trabalho da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, com o Ceará registrando o sétimo melhor resultado do País e o primeiro do Nordeste.

Em novembro, seis setores da economia apresentaram saldos positivos, principalmente o comércio (2.989) e os serviços (2.010). Saldos negativos foram observados somente nos setores da indústria de transformação (-151) e agropecuária (-441). No setor de serviços, destacam-se os subsetores de serviços de alojamento, alimentação, reparação, manutenção, redação (813), serviços médicos, odontológicos e veterinários (772) e comércio administração de imóveis, valores mobiliários, serviços técnico (677).

Dentre os municípios com maiores saldos, além da Capital (3.188), onde se concentrou a maior parte da geração de postos de trabalho, também se destacam os municípios de Caucaia (272), Tianguá (125), Quixadá (122), Morada Nova (120) e Aquiraz (115).

Segundo o analista de mercado do trabalho do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), Mardônio Costa, “no acumulado até novembro desse ano (13.564 novos empregos), a economia cearense gerou o equivalente a 47,6% dos empregos criados no mesmo período de 2018 (mais 28.506 empregos), o que deixa transparecer a recuperação do emprego formal no Ceará. Ademais, oito em cada dez empregos gerados no estado estão na RMF (3.859 empregos)”.

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm