Destaques

Oferta de banana cai 15% e preço sobe 20% no Ceará

Segundo maior produtor nacional de bananas, o Ceará tem sofrido, neste início de 2020, com inflação e queda na produção da fruta em regiões importantes como o Vale do Jaguaribe e Cariri. Nas Centrais de Abastecimento do Ceará (Ceasa), por exemplo, o valor médio do quilo (kg) do produto subiu 20% entre novembro de 2019 e está quinta-feira (20). Além disso, a oferta do produto já caiu até 15%, segundo o analista de mercado da Ceasa, Odálio Girão. Para produtores ouvidos pelo O POVO, o grande responsável pelo desempenho negativo é a proibição da pulverização aérea de agrotóxicos nos bananais do Estado, medida que entrou em vigor há pouco mais de um ano, por meio de lei estadual 16.820/2018.

Mesmo o Ceará sendo destaque no cultivo da fruta, a queda na produção tem forçado o Estado a adquirir banana de Pernambuco, como forma de suprir a demanda local. A oferta menor, inclusive, já traz impactos ao consumidor, que vê a fruta cada vez mais cara nas gôndolas de supermercados de Fortaleza.

Em pesquisa direta no comércio, apurou que o quilo (kg) da banana prata já chega a custar R$ 5,99 em estabelecimentos da Capital, como o Extra localizado na avenida Aguanambi. Em outros locais, como o Pinheiro Supermercado da Av. Monsenhor Tabosa (R$ 5,59) e Barbosa da Rua Ildefonso Albano (R$ 5,19), a fruta também supera a marca de R$ 5, ficando abaixo deste patamar, dentre os locais pesquisados, apenas no Cometa da Av. Antônio Sales, onde o produto sai por R$ 4,78.

 Para se ter ideia da evolução do preço, levantamento do O POVO mostra que o kg médio da fruta ficou 20% mais caro na Ceasa de Maracanaú, o que reflete na precificação nos supermercados. Em novembro do ano passado, o valor do kg das bananas pacovan e prata estava, em média, a R$ 1,50. No boletim de ontem, o preço médio dos produtos estava a R$ 1,80.

(O POVO)

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm