Regionais

Tamboril: Vereador Geovane do PT é alvo de processo pedindo sua cassação e perca de mandato

Alvo de um processo dentro do PT o vereador Geovane do PT, divulgou uma nota de esclarecimento à população de Tamboril na manhã desta quinta-feira (28), se pronunciando sobre o assunto, que ganhou repercussão dentro em Tamboril, quando divulgado em primeira mão pelo jornal A HORA DA VERDADE da Feiticeiro Fm de Tamboril.

O parlamentar foi o único a fazer discursos em defesa dos garis, motoristas do transporte escolar e vários outros categorias de servidores que sofreram com salários atrasados ao longo dos últimos dois anos. Em várias oportunidades, Geovane ressaltou que ficaria sempre do lado do povo, do lado das pessoas que estavam passando por aquela situação. 

O posicionamento do vereador não agradou a executiva municipal de seu partido, que abriu processo no conselho de ética pedindo sua cassação e perca de mandato. 

LEI A NOTA DE ESCLARECIMENTO

Nos últimos dias tenho recebido diversas ligações e mensagens de lideranças comunitárias, nos perguntando se é verdadeira a informação de que o PT do município de Tamboril entrou com uma ação para me expulsar do partido e caçar meu mandato enquanto parlamentar.

Venho por meio da presente nota esclarecer que, a informação é verídica! Há na comissão de ética do PT de Tamboril uma ação pedindo minha expulsão do partido e a cassação do meu mantado, alegando infidelidade partidária por não apoiar a gestão municipal de Pedro Calisto do MDB e participar de atividades publicas onde tem pessoas de outras siglas partidária, dentre elas o PDT. Quero dizer que fui eleito com 1.133 votos, sendo o vereador do PT mais votado no ultimo pleito eleitoral em Tamboril e um dos mais votados na região de Crateús. Não havia me posicionado ainda porque como a população tem conhecimento meu mandato é fruto de uma construção coletiva, construída com os movimentos sociais, pastorais, associações, comunidades e Assentamentos do município, desta forma precisava de uma decisão coletiva e não apenas minha individual. E no ultimo Domingo (23/02), reunimos com diversos movimentos sociais, comunidades e um representante da executiva estadual do PT no Ceará e decidimos que, essa ação contra minha pessoa é uma clara perseguição politica não apenas a mim, mas a todos e todas as organizações, movimentos sociais, pastorais e comunidades que constroem com muita responsabilidade esse mandato popular.

É de conhecimento público que de forma muito clara tenho feito a defesa dos trabalhares e trabalhadoras de nosso município, tenho defendido os servidores públicos, os garis, tenho cobrado o pagamento e a melhoria dos transportes escolares e de forma muito firme tenho feito a defesa dos movimentos sociais e do Partido dos trabalhadores. Nesse momento de golpe contra o Brasil e a esquerda, tenho defendido a unidade e demonstramos isso de forma concreta quando o coletivo do PT que faço parte em Tamboril, definiu apoiar a candidatura de Anizia de outra corrente partidária a presidenta do partido no processo de eleição interna, dando uma clara demonstração que realmente defendemos a unidade.

Afirmo que meus posicionamentos tem total consonância com as pautas e denuncias apresentadas pelos movimentos que fazem o meu mandato e não posso acreditar que defender os direitos dos trabalhadores seja considerado infidelidade partidária.

O povo de Tamboril conhece minha trajetória de vida, fui formado dentro das comunidades eclesiais de base(CEBs), fui da Direção Estadual do MST no Ceará, desde criança fiz militância no PT, minha família contribuiu na criação do Sindicatos dos Trabalhadores Rurais e do PT em Tamboril. Participamos de forma ativa de todas campanhas eleitorais do PT em Tamboril, junto com os Movimentos Sociais fomos as ruas defender a Democracia, dizer não ao golpe contra a presidenta Dilma e o Brasil, fomos as ruas denunciar o fascismo e defender a liberdade do Ex-Presidente Lula.

Na verdade o que querem é calar a nossa voz, como já tentaram por diversas vezes, mas como sou fruto das lutas dos movimentos sociais que lutam por liberdade, não tenho como ouvir o líder do prefeito que é do PSL fazer discursos de ódio contra os movimentos sociais e o Partido dos trabalhadores e eu ficar calado. Não tenho como ver servidores públicos, motoristas de transportes escolares e garis, com três (03) meses de atraso no seu salário e eu não me posicionar e ficar calado. Não Tem como presenciar alunos sendo transportados em transportes totalmente inadequados e ficar calado, não tem como ver três (03) anos de gestão e você procurar obras realizadas e praticamente não se ver nada, não tenho como ficar calado.

Portanto, afirmo que, não conseguirão me intimidar, não vou deixar de defender os movimentos sociais e suas pautas, não deixarei de defender os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras e irei recorrer em todas as instancias do PT para que esse processo seja arquivado e nos garanta o direito de continuar no Partido dos Trabalhadores, fortalecendo assim, as lutas sociais em nosso município.

“SE CALARMOS, AS PEDRAS FALARÃO”!!!

Tamboril, 27 de FEVEREIRO DE 2020.
Vereador Geovane PT

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm