Segurança

Violência contra a mulher no Ceará já deixou 67 vítimas mortas em 2020

Em apenas dois meses e 10 dias de 2020, o Ceará já registra o assassinato de 67 mulheres. O mais recente crime ocorreu na noite desta segunda-feira (9), em Caucaia, quando uma mulher de 30 anos foi executada sumariamente no bairro Nova Cigana. Tayná Raulino de Andrade não teve chance alguma de sobreviver. Recebeu tiros nas costas e na cabeça e teve morte instantânea.

Os motivos do assassinato são misteriosos, assim como o paradeiro e a identidade dos criminosos. Tayná Raulino ela bastante conhecida em Caucaia, em Fortaleza e em outras cidades onde morou. Há alguns anos participou de um filme erótico.

Nos últimos anos, Tayná Raulino se especializou em estética feminina e trabalhava com design de sobrancelhas e micro-pigmentação. Fazia sucesso nas redes sociais onde costumava postar vídeos falando do seu trabalho.

Na noite desta segunda-feira, a profissional foi morta a tiros na comunidade Nova Cigana. Os moradores nada falaram temendo represálias. A violência em Caucaia tem tornado os moradores reféns da violência.

Balanço

Entre as 67 mulheres assassinadas no Ceará em 2020, oito delas foram mortas em Caucaia. Crimes de latrocínio (roubo seguido de morte), de execução sumária ligada ao tráfico de drogas e à guerra de facções, além dos feminicídios, deixaram um rastro de sangue e dor para as famílias das vítimas.

(Redação do Blog Por Fernando Ribeiro)

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm