Regionais

Catunda: Ravenna divulga nota, agradece apoio da população e esclarece assunto envolvendo hospital do município


Desde o início da Pandemia do Coronavírus, o município de Catunda vem adotando medidas que possam garantir a saúde e a tranquilidade de seu povo. As ações acontecem por meio de uma equipe de grande profissionais capacitados e prontos para intervir e ajudar na contenção dessa pandemia.

Em nota divulgada a população nesta quarta-feira, a prefeita Ravenna Lima (PDT), ressalta a importância da participação de todos para conter a proliferação do covid-19, seguindo as recomendações do decreto divulgado pelo município. A gestora aproveita a nota para esclarecer sobre um caso envolvendo o nome do hospital do município, que é acusado de ter negado uma máscara a um agente de segurança.

Leia a nota na íntegra.

Primeiro quero agradecer à nossa população pela audiência e participação nos esclarecimentos feitos pelos nossos secretários de saúde, educação e comunicação na Rádio Planalto FM, sobre o novo Coronavírus e as medidas adotadas em nosso município, repito, sempre alinhadas às decisões da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará e Ministério da Saúde.

Agradecer também aos estabelecimentos privados e instituições religiosas que também atenderam à recomendação municipal.

Infelizmente, neste momento tão sério que estamos vivenciando no mundo, termos que parar para nos reportarmos e esclarecermos fatos pequenos é lamentável. Não sei se para ganhar holofotes ou se falta de informação mesmo, como nos restam dúvidas, melhor esclarecermos de vez, pois a gente prefere ficar com a opção de que tudo não passou de falta de informação.

Pois bem, circula nas redes sociais que o Hospital Municipal de Catunda negou uma simples máscara a um policial, inclusive comentários de que não custa R$ 1,00 aos cofres públicos essa doação.

Conforme preconiza o Ministério da Saúde, o uso da máscara é para quem está infectado ou gripado, como também, é Equipamento de Proteção Individual – EPI dos profissionais da saúde. Então, somente nesses casos, recomenda-se o uso de máscaras.

Até o presente momento, não recebemos determinação do uso obrigatório de máscaras por parte dos profissionais de segurança pública enquanto sadios e, se assim for determinado, acredito que o Governo do Estado do Ceará, responsável pela segurança do Estado, irá equipar corretamente os seus servidores, como sempre o fez.

Os hospitais não têm autorização para distribuírem máscaras, que são de uso exclusivo de seus profissionais e dos pacientes que necessitarem (não vou nem mencionar aqui a questão das leis administrativas, pois já seria proibido).

Assim, não devemos enxergar pelo lado de que deixamos de “doar 1 simples máscara” e sim entendermos o fato de que estamos vivendo uma pandemia, a crise é mundial, além de que, itens como máscaras e álcool gel estão faltando em muitos países, e no Brasil e no nosso estado a situação não é diferente. As autoridades públicas estão tomando providências para acelerar a fabricação, mas a questão não é de tão fácil resolução.

No momento, ainda possuímos esses itens em estoque no hospital, porém, em pequena quantidade, e se a fabricação não for urgente, também teremos problemas na distribuição para àqueles que realmente precisarem.

Reflitamos: 1 máscara a menos significa 1 profissional de saúde desprotegido ou 1 paciente com chances maiores de infectar outras pessoas.

A gestão municipal sempre prezou e preza pelo tratamento respeitoso e atendimento humanizado, a negativa de doação, em momento algum configura mesquinhez ou abuso, e sim o cuidado necessário que precisamos ter nesse momento de crise, atendendo as orientações do Ministério da Saúde.

Nossa parte estamos fazendo, contamos com profissionais 24 horas no hospital municipal, inclusive já com 2 leitos reservados para isolamento, temos 5 Unidades Básicas de Saúde para o atendimento recomendado, temos Unidade Básica referência para coleta de material caso haja necessidade, então, não podemos ser irresponsáveis de colocar nossos profissionais em risco, além dos pacientes que porventura venham a precisar do uso de máscara.

Por fim, rogo a Deus e São José que olhem pela saúde mundial e imploro também uma benção especial a toda nossa equipe de saúde, comandada pelo nosso competente secretário, Rogério Mendonça!🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻

Agradecemos a compreensão!

Atenciosamente,

Ravenna Fernandes Gomes Mesquita Lima

Prefeita Municipal de Catunda

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm