Regionais

Números oficiais apontam que mais de 8 mil pessoas foram atingidas com o desastre em Hidrolândia

Confira os dados oficiais do desastre ocasionados pelas fortes chuvas nos dias 24 e 25 de março de 2020, atestados pelas equipes técnicas do município de Hidrolândia.

A tragédia no município foi ocasionada pelas fortes chuvas que causaram arrombamentos de açudes e inundações de casas, plantações e estradas em 5 sub-bacias do município:

– Salgado (desemboca no Macacos) – rompimento do açude Salgado;

– Batoque (corta a cidade e desemboca no açude Araras) – rompimento de 7 açudes;

– Pelada e Mosquito (que caem no Feitosa) – rompimento de 6 açudes;

– Rio Acaraú – inundações na região de Conceição.

Em todo o município

Número de desalojados (pessoas de casas atingidas que não mais voltaram para as suas casas): 450 pessoas.

Desabrigados (pessoas de casas atingidas que precisaram de abrigo organizado pela Prefeitura): 120 pessoas.

Pessoas do município de alguma forma atingidas pelo desastre – Sede, Distrito de Betânia, Conceição e localidades rurais – cerca de 8.000 pessoas (casas inundadas com perdas materiais, perdas de plantações e/ou animais ou estão sem poder trafegar).

Total: 8.624 pessoas que sofreram impacto direto do desastre das inundações

Prejuízos nas Casas

Só na Sede do município (nos bairros do Progresso, Centro, Nova Hidrolândia, Vila Freitas e Alto Renascer) foram inundadas 473 casas, ficando 28 destruídas e 66 danificadas.

Outras 8 casas foram destruídas e 35 danificadas no distrito de Betânia e localidades rurais do município.

Prejuízos Públicos

Estima-se que os prejuízos públicos para consertar pavimentação, estradas, bueiros, canal, limpeza pública e desassoreamento do rio Batoque será em torno de R$ 8.960.000,00 (oito milhões e novecentos e sessenta mil reais).

Para a reconstrução e reforma das casas, seriam necessários cerca de R$ 5.500.000,00 (cinco milhões e quinhentos mil reais).

Prejuízos das Famílias

Estima-se que as famílias perderam com o sumiço e destruição de objetos pessoais, móveis, eletrodomésticos e veículos – cerca de 10 milhões de reais.

Prejuízos na Agropecuária

Os prejuízos estimados na agricultura, perda de plantações (cerca de 500 hectares perdidos de milho e feijão) foi na ordem de 2.750.000,00 (dois milhões e setecentos e cinquenta mil reais) e na pecuária (perdas de bovinos, ovinos, aves e suínos) cerca de 1.240.000,00 (um milhão e duzentos e quarenta reais).

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm