Destaques

Beneficiários poderão receber 1ª e 2ª parcelas juntas e quem teve auxílio negado poderá solicitar nova avaliação

Quem ainda não recebeu a primeira parcela do Auxílio Emergencial poderá receber a 1ª e a 2ª juntas, a partir do dia 23 de abril, data em que se inicia o pagamento da antecipação da segunda parcela. Essa etapa são para beneficiários inscritos no cadastro único e trabalhadores que fizeram o cadastro no site ou aplicativo. O número de trabalhadores que se encaixa no perfil surpreendeu a DATAPREV. 25% da população brasileira estava invisível nesse cenário, informou o Presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

Quem está no Cadastro Único e teve o auxílio negada, poderá agora fazer um novo cadastro e ter os dados reavaliados. Os profissionais informais que receberam mensagem dizendo que o beneficio foi negada, poderá também solicitar uma nova avaliação. Isso vale para as pessoas que informaram os dados incorretos. A nova oportunidade poderá aumentar o número de pessoas que receberão o auxílio.

Importante lembrar que a regularização do CPF voltar a ser exigida, para que a pessoa receba o recurso. Quem estiver com documento irregular, deve correr contra o tempo e solicitar a regularização no site da receita ou nas agências dos correios, pagando uma taxa de R$ 7,00. 

A caixa orienta que as pessoas que não recebem o Bolsa Família deve ficar atentas e acompanhar a solicitação pelo aplicativo “Auxílio Emergencial”. Somente através dele é que esses beneficiários serão informados se o seu auxílio foi aprovados ou negado. O app também informará onde a pessoa vai receber o dinheiro, se em uma conta de sua titularidade já existente, ou em uma conta digital criada pelo banco.

Confira o novo calendário da antecipação da segunda parcela, válido para quem está no cadastro único e não recebe o Bolsa Família.

 

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm