Destaques

Ceará investe na ampliação de testes para diagnóstico da doença

Para mapear com precisão a quantidade de casos de coronavírus, a Secretaria da Saúde do Ceará, do Governo do Estado, ampliou a realização de testes em todo o território cearense. A estratégia tem como objetivo monitorar a incidência de Covid-19 e, com isso, traçar as medidas necessárias para fortalecer o enfrentamento à doença.

O Ceará adquiriu mais 300 mil testes rápidos para o diagnóstico de Covid-19. Por enquanto, profissionais das áreas da saúde e da segurança pública e pessoas com quem eles dividem a mesma residência terão prioridade para realizar o exame. Pacientes que apresentam sintomas da doença há mais de sete dias também serão testados. “Nós estamos enfrentando esse momento com coragem, honestidade e transparência. Essa aquisição vai possibilitar dar mais agilidade ao diagnóstico”, ressalta o secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho (Dr. Cabeto).

Comprados diretamente da China, os testes rápidos chegaram ao Ceará no último domingo (26) em um avião fretado pelo Governo do Estado. A aeronave trouxe, ainda, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para reforçar a segurança dos profissionais de saúde. O governador do Ceará, Camilo Santana, destacou a importância do investimento.

“A intenção é expandir ainda mais a testagem no Ceará. Além dos mais de 300 mil testes rápidos, o Governo adquiriu quase 90 toneladas de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para a rede estadual de saúde”, diz o governador Camilo Santana.

O diagnóstico para Covid-19 pode ser feito por meio de duas metodologias: sorológica ou por testes rápidos. No Ceará, o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) e o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), da rede pública estadual, são habilitados para realizar o diagnóstico laboratorial da doença. Até 28 de abril, mais de 23 mil exames foram realizados.

Diagnóstico Laboratorial

O exame de biologia molecular, o RT-PCR, é feito a partir de secreções coletadas das vias respiratórias (nariz e garganta), por meio de sonda ou do swab, um tipo de haste de plástico com algodões nas pontas. A análise, que dura em média oito horas, identifica a carga genética do vírus no período em que ele está agindo no organismo.

Pessoas que apresentam sintomas como febre, tosse, coriza, dor de garganta e cefaleia devem ser submetidas ao exame.

Testes rápidos

O teste rápido é feito de outra forma. O exame detecta a existência no sangue dos anticorpos de defesa IgG e IgM, produzidos pelo corpo humano contra o vírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19.

A recomendação é que o exame seja feito uma semana após o aparecimento de sintomas como febre, tosse e dificuldade para respirar. O resultado sai em até vinte minutos.

Transparência

No IntegraSUS, plataforma de transparência da Secretaria da Saúde do Ceará, a população tem acesso a informações importantes sobre a incidência do coronavírus no Estado. Os dados são atualizados diariamente, até às 17h.
O portal reúne sistemas de monitoramento e gerenciamento epidemiológico, hospitalar, ambulatorial, administrativo, financeiro e de planejamento dos 184 municípios cearenses. O intuito da ferramenta é tornar a saúde pública mais transparente.

“Inteligência e inovação. Essa é a nossa vivência na Sesa, uma vez que o Ceará está entre os estados do Brasil de maior transparência. Temos que criar esse hábito e essa cultura de disponibilizar as informações da forma adequada para a sociedade e o IntegraSUS é isso. Ele integra, dá escala e facilita a divulgação desses processos”, enfatiza , Dr. Cabeto.

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm