Destaques

FGTS: caixa revela como vai funcionar pagamento e saque de até R$ 1.045

Uma medida provisória (MP) deverá ser editada pelo governo com o objetivo de autorizar a Caixa Econômica Federal a abrir, de forma automática, conta poupança digital em nome dos trabalhadores com direito ao novo saque do FGTS , de até R$ 1.045.

O pagamento tem data prevista para ser creditado nestas contas a partir do dia 15 de junho, seguindo o mês de nascimento. Entretanto, esse dinheiro só poderá ser sacado em espécie, alguns dias depois, durante o mês de julho. Esta medida visa evitar filas e aglomerações de pessoas nas agências, durante a pandemia.

A nova rodada de saque do FGTS foi autorizada pela MP 946 e prevê apenas o crédito automático em conta poupança previamente aberta pelo banco em nome do trabalhador, desde que ele não se manifeste negativamente, ou o crédito em conta bancária de qualquer instituição financeira, também de titularidade do cotista.

Segundo a proposta, o prazo para quem não quiser sacar o dinheiro e deseja anular a operação vai até 30 de agosto de 2020. Quando isso ocorrer, o dinheiro será depositado novamente à conta do trabalhador vinculada ao Fundo com a correção devida.

Calendário de pagamento

Apesar do cronograma de pagamento ainda não está definido, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães , já revelou que será utilizado um sistema de pagamento parecido com o do Auxílio Emergencial de R$ 600. No pagamento da segunda parcela, todos os beneficiários receberam o crédito em conta digital, mesmo tendo poupança na Caixa ou conta em outros bancos.

Com o capital creditado nesta conta digital, os beneficiados poderão utilizar o recurso para pagar contas ou boletos de concessionárias, como água, luz e telefone e realizar comprar pelo aplicativo do celular. Portanto, para sacar o dinheiro ou fazer transferências, elas precisam aguardar 10 dias a contar do depósito.

Ainda de acordo com o presidente da Caixa, dos 60 milhões de trabalhadores com direito ao saque do FGTS, 20 milhões não têm conta em banco. A abertura de contas virtuais, sem custo e burocracia, faz parte da investida da Caixa em se tornar um banco digital, atraindo o público que está fora do sistema financeiro.

Nessa nova rodada de saque, cada trabalhador somente poderá sacar até R$ 1.045, mesmo que tenha mais de um conta. Será dado prioridade às contas inativas, que estão sem receber depósitos, com início pela conta que tiver menor saldo. Em seguida, as ativas, começando também pela conta de menor saldo.

 

Compartilhe:

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm