Segurança

Piauiense investigado por crimes em Crateús é preso em ação conjunta

Um homem suspeito de integrar uma organização criminosa e investigado por organizar roubo a uma agência bancária na cidade de Crateús foi preso, na manhã desta quarta-feira (5). A prisão foi em decorrência de uma ação conjunta entre a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio de investigações da Delegacia Regional de Crateús, com apoio da Polícia Civil do Estado do Piauí (PCPI). Outros três suspeitos de integrar o mesmo grupo criminoso já haviam sido presos no Ceará, em julho deste ano.

Com um mandado de prisão preventiva por integrar uma organização criminosa com atuação nos dois estados nordestinos, Maurino Nascimento Silva (34) é alvo de investigações da Polícia Civil cearense suspeito de planejar um roubo a uma agência bancária na cidade de Crateús, no ano de 2018. Após levantamentos policiais e a troca de informações, as Polícias Civis do Ceará e do Piauí conseguiram identificar, localizar e prender o suspeito na cidade de Teresina, no Piauí.

O piauiense de 34 anos possui antecedentes por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Ele é o último foragido capturado em diligências da Polícia Civil do Ceará. Outros três suspeitos investigados por planejar o roubo a banco no Ceará foram presos durante diligências da Delegacia Regional de Crateús, em julho deste ano, no município cearense de Tamboril (AIS 16).

Na ocasião foram presos Reginaldo Dias de Luz (34) e Francisco de Assis Oliveira Ribeiro (47), vulgo “Chico Patu”, ambos sem antecedentes criminais no Ceará. O quarto suspeito que teve um a mandado de prisão cumprido relacionado à investigação do roubo ao banco é Fernando Gonçalves de Carvalho (32), com antecedentes criminais por roubo, dano, porte ilegal de armas de fogo, associação criminosa e extorsão mediante sequestro. Ele já se encontrava preso quando os agentes foram cumprir o mandado judicial.

Diante dos fatos, Maurino foi conduzido para uma unidade prisional no Piauí, onde ficará à disposição da Justiça.

Denúncias

A Polícia Civil ressalta que a população pode colaborar repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número (85) 98616-6699, que é o WhatsApp da Delegacia Regional de Crateús. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Comente com Facebook

Feiticeiro Fm

error: Alerta: Conteúdo protegido !!